Colunistas

avatar
Wander Tomaz

Gigante de Minas

Locutor Esportivo com atuação em Minas Gerais, há três décadas. Nome reconhecido em todo o Estado, inclusive com biografia inclusa em obra publicada sobre os principais influenciadores do rádio esportivo mineiro. Narrador e comentarista esportivo da Rede Vitoriosa de Comunicações (Rádio Vitoriosa FM 105.5 e TV Vitoriosa SBT). Agora na internet com o V9 Vitoriosa

A bola vai rolar no Campeonato Mineiro

Enviado por: 20/01/2020

O Campeonato Mineiro Módulo I começará nesta semana. Trata-se de uma grande oportunidade de uma equipe do interior conquistar o título. Os dois gigantes do Estado – Atlético e Cruzeiro – passam por profunda reformulação dentro e fora de campo.

O Atlético será dirigido pelo venezuelano Rafael Dudamel, que foi um bom goleiro, mas que na condição de treinador, terá a sua primeira grande oportunidade de mostrar o seu trabalho. O Galo faz trabalho de renovação de elenco, e a ordem é aproveitar ao máximo as boas promessas das categorias de base. O Cruzeiro atravessa a sua pior crise técnica e administrativa. O foco principal é usar o Campeonato Mineiro para ajustar a equipe visando o Campeonato Brasileiro Série B.

O América é o mais ajustado, dentre os times de Belo Horizonte. Manteve a base do ano passado, que por detalhe não colocou o coelho na primeira divisão do Brasileirão 2020, e fez contratações bem pontuais a pedido do jovem técnico Felipe de Oliveira Conceição.

No interior, o Boa Esporte foi o primeiro a começar o trabalho de preparação. Desde novembro de 2019 realiza jogos-treinos sob o comando do experiente treinador Nedo Xavier. O grande projeto da equipe de Varginha é chegar na parte alta da tabela e bem preparado para o Campeonato Brasileiro Série C, que começará logo após o regional.

Os demais times do interior se equivalem tecnicamente. A diferença de pontos entre os que brigarão contra o rebaixamento, para as equipes que lutarão por vagas no Brasileiro Série D será mínima.

 

UBERLÂNDIA ESPORTE CLUBE

Sob o comando do técnico Felipe Surian, o Uberlândia Esporte Clube (UEC) optou por elenco bastante experiente e conhecedor do Campeonato Mineiro.

A média de idade dos atletas que compõem a equipe titular é de 32 anos. Estudos apontam que atleta profissional atinge o seu maior nível de performance entre 22 e 26 anos.

Para compensar, o treinador aposta em uma equipe bem posicionada em campo, sem dar espaços para o adversário, além do conhecimento de seus comandados no perfil da competição, que é tiro curto, de apenas onze jogos na primeira fase.

Da equipe titular, a dupla de zaga composta por Plínio e Rogério; o lateral Fábio Alves; o volante Leandro Salino; o meia Diogo Peixoto e atacante Felipe Alves, são figuras carimbadas nos gramados de Minas Gerais.

Outra observação importante, é quanto a média de altura da equipe que começará o campeonato. No Brasil, a altura média é de 1,81m. Os jogadores do UEC têm altura média de 1,77m. Mais um motivo para que o treinador Felipe Surian possa agrupar e bem os atletas em todos os setores de campo, e evitar ao máximo, as famosas bolas paradas contra a defesa alviverde.

Obviamente que futebol não se ganha tão somente por atletas altos e jovens. União, comprometimento, respeito para com este clube quase centenário poderão fazer a diferença. A expectativa é de garantir uma das três vagas de Minas Gerais para o Campeonato Brasileiro Série D de 2021, além de brigar pelos títulos da Taça Inconfidência e Recopa Mineira, dois torneios que foram criados este ano visando oferecer um pouco mais de calendário aos times do interior, enquanto as fases semifinais e finais do Estadual sejam disputadas pelos quatro melhores colocados.

Comentários...