Colunistas

avatar
Darah Gomes

Colorindo Vidas

De blog, a canal no YouTube, e coluna no V9, o Colorindo Vidas volta a trazer as principais notícias sobre o mundo da moda. Porque não se trata apenas de roupa, se trata de arte. Sobre cores e modelos que trazem significado e expressões da nossa realidade.

Artistas usam tapete vermelho do Oscar para fazer protestos

Enviado por: 15/02/2020


O Oscar de 2020 quebrou a mesmice
, tendo a primeira produção sem a língua inglesa a ganhar como Melhor Filme. Mas enquanto muitos acham que foi um avanço, ainda há muito progresso a ser conquistado. No tapete vermelho artistas aproveitaram o momento para incentivar a sustentabilidade e fazer críticas quanto a falta de diretoras mulheres indicadas na premiação, àinvasão as terras indígenas e até a falta de respostas sobre o caso da morte de Marielle Franco.

A equipe do Democracia em Vertigem, único projeto brasileiro indicado ao Oscar, aproveitou a visibilidade do tapete vermelho para fazer duras críticas ao governo. Alguns levantaram placas contra a invasão das terras indígenas, outros contra o fascismo. Petra Costa, diretora do documentário, questionou quem mandou matar Marielle, que foi assassinada há quase dois anos e o crime continua sem desfecho e Justiça.

Já Natalie Portman fez um protesto contra as diretoras mulheres que foram ignoradas nas indicações ao Oscar. Para isso ela bordou em uma capa preta o nome das autoras que produziram filmes aclamados pela crítica durante o ano. A atriz afirmou que queria honrar e parabenizar essas mulheres pelo trabalho de alguma forma e, optou por fazer isso através do look da Dior.

Entre as outras produções que foram destaque no tapete vermelho, o vestido de Elizabeth Banks deu o que falar e fez com que ela fosse intitulada como rainha da sustentabilidade por membros do Radvocacy, que são os “advogados do tapete vermelho”. Ela usou um look da marca BadgleyMischka, sendo o mesmo que ela usou em 2004 na primeira festa pós-Oscar da vida dela. Pelo Instagram a atriz contou que queria conscientizar as pessoas da importância da sustentabilidade na moda e lembrá-los de como o consumismo colabora para as mudanças climáticas, poluição dos oceanos e trabalho escravo, além de prejudicar as mulheres.

Em um espaço tão conhecido pelo brilho e glamour, mulheres mostraram que aqueles vestidos e peças deslumbrantes podem ser mais do que apenas beleza. Foi um momento delas se expressarem, algumas com as próprias roupas, outras com placas, mostrando que moda é sim, forma de expressão.

Facebook I Instagram Colorindo Vidas I Instagram Darah I colorindovidasblog@gmail.com

Comentários...