Colunistas

avatar
Wander Tomaz

Gigante de Minas

Locutor Esportivo com atuação em Minas Gerais, há três décadas. Nome reconhecido em todo o Estado, inclusive com biografia inclusa em obra publicada sobre os principais influenciadores do rádio esportivo mineiro. Narrador e comentarista esportivo da Rede Vitoriosa de Comunicações (Rádio Vitoriosa FM 105.5 e TV Vitoriosa SBT). Agora na internet com o V9 Vitoriosa

Campeonato Mineiro: cinco jogos, três decisões para o Verdão

Enviado por: 24/02/2020

Sob o comando do técnico Luizinho Lopes, o Uberlândia Esporte Clube (UEC) conquistou seis pontos, nos dois últimos jogos. Nas três primeiras rodadas, apenas um ponto ganho, ainda na gestão técnica de Felipe Surian. Aos poucos, o Verdão vai se recuperando no Campeonato Mineiro, mas falta muito, principalmente, o resgate definitivo da confiança dos atletas. No último jogo, vitória por três a um frente ao Tupynambás, já se viu boa posse de bola, jogadas bem trabalhadas, e como consequência, três gols assinalados e tantos outros desperdiçados.

Agora, o Campeonato Mineiro entra em sua reta final. Faltam cinco rodadas para o encerramento da primeira fase. O Verdão terá que provar a sua evolução, pois destas cinco partidas, três são totalmente decisivas, contra URT e Villa Nova, no Parque do Sabiá, e frente ao Boa Esporte, no Sul de Minas.

Os outros dois jogos, convenhamos, contra o Cruzeiro no próximo domingo (1/3) e na última rodada, contra o atual líder Tombense, qualquer ponto será um bônus considerável.

Devido ao carnaval, o técnico Luizinho Lopes está com um bom período disponível para treinamentos. Quase duas semanas cheias de atividades no CT Ninho Do Periquito. Aos menos quinze treinos técnicos e táticos estão sendo realizados, o que não era possível devido a maratona inicial de jogos e longas viagens.

O primeiro grande objetivo é se distanciar da zona de rebaixamento. Como o início de campeonato foi muito frustrante, o UEC terá que olhar para a parte baixa da tabela, ao menos nas duas próximas rodadas.

O segundo objetivo, é garantir calendário cheio para o ano que vem conquistando uma vaga para o Campeonato Brasileiro Série D, que está remodelado pela CBF e que garante, no mínimo, 14 jogos para os participantes.

Com as duas vitórias seguidas em cima de Coimbra e Tupinambás, neste momento, o Uberlândia está fora da degola e de quebra, é o dono de uma das três vagas de Minas Gerais para a competição nacional de 2021.

Nesta reta final, os jogos se tornarão cada vez mais difíceis. No próximo domingo, o Cruzeiro entrará em campo contra o Furacão Verde pressionado para conseguir os três pontos, já que vem de empate com o Patrocinense e derrota para o Tombense, resultados estes, que colocaram a Raposa numa humilhante quinta colocação, o que não acontecia há décadas.

O Cruzeiro já anunciou que fará a estreia do boliviano e ídolo da torcida Azul Celeste Marcelo Moreno; terá ainda a volta de Robinho no meio de campo e Thiago, no ataque. Desfalque certo é o lateral Edilson, que cumprirá suspensão.

Na sequência de jogos, o UEC enfrentará em casa a URT e o Villa Nova, confrontos diretos contra equipes que têm os mesmos objetivos do Verdão. Serão os famosos jogos de 6 pontos.

O Uberlândia ainda não é uma equipe confiável. A inconstância em campo passa pela irregularidade de Diogo Peixoto e Clebinho, que alternam na titularidade, mas que estão longe do que se espera deles. Este ajuste técnico e tático é questão de sobrevivência da equipe no Campeonato.

De fato, a pausa para o carnaval foi oportuna para o técnico Luizinho Lopes tentar aplicar a sua filosofia de jogo, e trabalhar melhor o psicológico dos atletas para as batalhas que virão. O futebol praticado nos dias de hoje é 70% de mente forte e 30% de técnica. O Alviverde ainda deve muito nestes dois pilares. No segundo tempo contra o Tupynambás, em Juiz de Fora, mesmo que timidamente, apresentou sinais de recuperação.

Contra o Cruzeiro, claro que é importante pontuar, mas se o time sair do Mineirão com a certeza de que fez um bom jogo e que está pronto para encarar de frente seus últimos adversários na primeira fase, já será motivo de comemoração.

Restam quinze pontos em disputa. É preciso conquistar ao menos sete. Caso aconteça, fatalmente três objetivos serão alcançados: a permanência na primeira divisão; uma vaga na Série D e de quebra, a disputa do Torneio Inconfidência, entre quinto e oitavo colocados, na classificação final da primeira fase do Campeonato Mineiro.

Comentários...