Colunistas

avatar
Anne Francis Costa

Refém das emoções? O corpo é que paga

Psicóloga Clínica – Terapia Cognitiva Comportamental
CRP nº 04/56392
Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário do Triângulo (Unitri).
A terapia busca tratar problemas psicológicos, emocionais e comportamentais.
Ela pode trazer enormes benefícios para o paciente: segurança nas decisões,
aumento da autoestima, autoconhecimento, desenvolvimento pessoal,
tolerância à frustração, superação de conflitos internos, superação de traumas
e abusos, motivação, melhora os relacionamentos interpessoais.

Depressão ou esgotamento profissional

Enviado por: 17/10/2019

É importante saber diferenciar alguns sinais e sintomas. Segue algumas informações básicas do que é a depressão e a síndrome do esgotamento profissional conhecida como burnout.

A Depressão e a síndrome do esgotamento profissional também chamada burnout são problemas de saúde específicos. Apesar de terem sintomas semelhantes, são tratadas e classificadas de maneira distinta pela Organização
Mundial da Saúde (OMS).

A depressão é uma doença psiquiátrica crônica, que pode afetar pessoas de todas as idades, incluindo crianças e idosos. É uma condição de saúde grave quando classificada como moderada ou severa. Alguns sinais e sintomas da depressão : alteração do sono (insônia ou excesso de sono), perda ou aumento de peso, pessimismo relacionado aos acontecimentos negativos ou a familiares, um estado de humor pessimista, sentimentos de desesperança e
impotência, labilidade emocional (choro fácil) , atividade motora mais lenta ou mais agitada, perda de energia ou excesso de cansaço, estado emocional de apatia ou intensa irritabilidade, dificuldade de atenção , concentração e memorização, perda da autoestima e sentimentos de culpa sem motivos aparentes, redução ou perda do desejo sexual, pensamentos recorrentes de morte ou de suicídio.

O burnout é resultante de estresse crônico ligado ao trabalho. Ele é um transtorno que se desenvolve lentamente por conta de desordem entre o trabalho e o indivíduo. Atinge homens e mulheres que estão em situações de estresse permanente ou prolongado no ambiente de trabalho. Com frequência a síndrome leva a depressão e ao abuso de álcool. A síndrome do esgotamento profissional o burnout compreende em três grupos de sintomas.

Os sintomas físicos que são : dor de cabeça, fadiga, distúrbios gastrointestinais, hipertensão arterial, alterações no sono, dores musculares, sonolência diurna.

Os sintomas emocionais: desinteresse, baixa autoestima, irritabilidade, humor mórbido, frieza, ceticismo (é um estado de quem duvida de tudo, de quem é descrente), sarcasmo.

E os sintomas comportamentais: queixas frequentes, absenteísmo, erros profissionais, tratar os outros com rispidez, dar rótulos depreciativos as pessoas, descrença na possibilidade de ser ajudado.

Não tenha medo ou vergonha, reconheça suas limitações e busque ajuda de um profissional. Priorize a sua saúde mental.

Referência bibliográfica:
Silva, Ana Beatriz Barbosa
Mentes depressivas, as três dimensões da doença do século.
1 ed. São Paulo: Pricipium, 2016.

Neury J. Botega
Um guia para pacientes e familiares
São Paulo: Benvirá, 2018.

Comentários...