Colunistas

avatar
Darah Gomes

Colorindo Vidas

De blog, a canal no YouTube, e coluna no V9, o Colorindo Vidas volta a trazer as principais notícias sobre o mundo da moda. Porque não se trata apenas de roupa, se trata de arte. Sobre cores e modelos que trazem significado e expressões da nossa realidade.

Minas recebe o maior salão de negócios de moda da América Latina

Enviado por: 28/10/2019

(Imagem: Danilo Grimaldi/Fotosite)

Na última semana, Belo Horizonte se transformou na capital brasileira da moda, recebendo o Minas Trend. Considerado o maior salão de negócios de moda da América Latina, o evento contou com a presença de 200 marcas expositoras, lojistas de todo o Brasil, além de vários influenciadores e artistas.

Segundo os organizadores, a Feira Gastrô Minas Fashion foi uma plataforma para promover experiência e incentivar a valorização das cidades mineiras e do trabalho dos pequenos produtores do agronegócio e da gastronomia no Estado (Imagem: Agência Fotosite)

Entre as atividades, houveram palestras, workshops, sete desfiles de grifes brasileiras com coleções de outono/inverno 2020 e a Feira Gastrô Minas Fashion, que trouxe um gostinho da culinária mineira e do trabalho dos pequenos produtos da gastronomia do estados aos visitantes.

Nessa 25º edição, o evento teve “Tecendo Futuros” como tema e trouxe as tendências de moda ao lado de questionamentos sobre como fazer uma moda com propósito e mais sustentabilidade. “Construir o futuro significa atuar no agora. E reconhecermos que, enquanto agentes ativos, não importa se pessoa física ou jurídica, precisamos criar bases capazes de suportar as necessidades das gerações presentes e vindouras”, afirma Rogério Lima, diretor-criativo do Minas Trend.

Enquanto os talks fomentavam o discurso de moda responsável, isso já era visto e feito entre as marcas participantes do salão de negócios. Entre elas, a marca Manzan, da estilista uberlandense Lethicia Manzan, que afirmou que trabalha com a sustentabilidade, mas não considera isso como um diferencial, pois é uma obrigação de todos como sociedade trabalhar para diminuir o impacto ambiental das roupas produzidas. “Tudo que a gente faz hoje é pensando na sustentabilidade. Eu acho que a gente tem que trabalhar isso na nossa vida, no dia-a-dia, na quantidade de pessoas que trabalham com a marca. Hoje não temos nenhum resíduo de tecido que vai para o lixo, tudo é doado para instituições de caridade, confecção de tapetes e até  roupinhas de bebês”, conta Lethicia.

A marca Donna Brasil já está há 10 anos no mercado (Imagem: Darah Gomes/Colorindo Vidas)

Para a marca de bolsas, Donna Brasil, além de trabalhar a sustentabilidade apenas com materiais naturais, eles também valorizam o trabalho da mulher tendo um quadro de funcionário composto 90% por mulheres. “Nós temos diversos tipos de materiais e estamos focando na produção com matérias primas naturais, como a palha e abacá, que são fibras naturais. Além disso, tentamos valorizar a mulher, que é o público alvo que queremos encantar, tendo a empresa empresa composta 90% por mulheres”, explica Juliana Ruiz do time de criação da marca.

E além de trabalhar com marcas bem posicionadas no mercado, Minas Trend também recebeu novas empresas do ramo, como é o caso da Amanda De Nardi, marca de jóias que está buscando inovar no mercado. “A minha ideia era trazer os clássicos, mas sempre usando uma estética mais contemporânea”, explica Amanda, designer da empresa, que dá o nome a marca. Em especial para o evento, ela trouxe também a mais nova coleção, intitulada Lenços, inspirada em uma poesia da Cecília Meireles. “Foi uma ideia de fazer uma intercessão entre a arte, joia e vestuário. Na poesia, o lenço é um simbolo de tudo que a pessoa carrega, a vivência, as dores, toda a bagagem. Por isso coloquei uma mãozinha segurando o lenço.”, explicou Amanda, que afirmou querer trazer mais poesia para as joalherias.

A coleção inspirada na poesia de Cecília Meireles foi feita com seda pura (Image: Darah Gomes/Colorindo Vidas)

De acordo com Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, que realizou o evento, a ideia sempre foi fortalecer a indústria da moda. “Ao reunir a cadeia produtiva da moda, o Minas Trend fomenta negócios e contribui de forma efetiva para o fortalecimento de todo o setor. Com o evento, conectamos de maneira muito especial o setor produtivo à sociedade”, afirma. E o resultado é mostrado fielmente a cada edição do evento, por esse motivo, a artesã Leila Monteiro, de Maceió (AL) está entre uma das expositoras há três anos. “Apenas no primeiro dia, eu vendi cerca de 70% do meu estoque. Tive que me adaptar para atender as demandas até o fim da feira. Retirei uma das vitrines e corri pelas ruas de Belo Horizonte para comprar mais material e continuar produzindo entre um atendimento e outro”, revela.

Uberlândia na rota da moda

Parte da nova coleção Inverno 2020 da Manzan (Imagem: Darah Gomes/Colorindo Vidas)

Diversas marcas expostas no Minas Trend já marcam presença em lojas de Uberlândia ou afirmam já estarem planejando trazer em breve as novas coleções para cidade. O destaque dessa edição foi a marca Manzan, que é responsável por vestir grandes artistas internacionais e é uberlandense.

(Imagem: Darah Gomes/Colorindo Vidas)

Contando com uma loja em São Paulo, a designer mineira, Lethicia Manzan, continua mantendo a sede em Uberlândia, valorizando não apenas a cidade, como também o Estado. Com orgulho das raízes, a estilista afirmou que fica feliz por, junto com outros profissionais da moda na cidade, conseguirem representar Uberlândia nacionalmente. “Com tanto trabalho duro, hoje parece que a gente já tem uma chancela, pois se falamos que o produto é de Uberlândia, ele já é considerado bom e de qualidade. Nós temos um histórico de bons profissionais na cidade que elevam o nome do município”, explica Manzan. Até na escolha de onde expor as coleções, Lethicia também faz questão de valorizar o local onde começou, “eu venho ao Minas Trend há muitos anos e é aqui em realmente a gente encontra com todos os lojistas do Brasil e do mundo. Eu participo também de feiras em São Paulo, mas faço questão de prestigiar o nosso Estado”, conta.

Já sobre a nova coleção, Lethicia contou que sempre imagina uma personagem como inspiração e dessa vez não foi diferente. “Para o inverno 2020 eu criei ela [a personagem] sendo uma cosmopolita. Ela é do mundo, é fashionista e  super antenada com todas as tendências. Dessa vez, ela está passeando pelo Marrocos e está encantada com Marrakech, pelas cores, texturas, brilho e beleza natural do lugar. A coleção é exatamente essa mistura, o street e o lado fashionista dessa menina”, explica Lethícia. A estilista destacou duas peças que mostram isso nitidamente, inclusive, ela usou o look em um dos dias do evento: A calça boyfriend, que traz a pegada fashionista da personagem, combinada com o top de brilho que remete ao brilho do oriente.

Facebook I Instagram Colorindo Vidas I Instagram Darah I colorindovidasblog@gmail.com

Comentários...