Colunistas

avatar
Darah Gomes

Colorindo Vidas

De blog, a canal no YouTube, e coluna no V9, o Colorindo Vidas volta a trazer as principais notícias sobre o mundo da moda. Porque não se trata apenas de roupa, se trata de arte. Sobre cores e modelos que trazem significado e expressões da nossa realidade.

Moda que aprisiona

Enviado por: 29/02/2020

Nem tudo na vida são flores, muito menos a moda. Há quem diga que isso é apenas coisa de mulherzinha. Sei que esse tipo de rótulo não me representa, pois o que me chama atenção nesse mundo não são as tendências ou glamour, é a arte de se expressar através do que você veste. Mas até onde vai limite de estar refletindo você para começar a se vestir para o outro? Ou até onde você pode ir para não ser prisioneira das marcas?

A moda sempre passou por um processo um tanto quanto patriarcal de definir o que as mulheres devem ou não usar. Os bolsos falsos, por exemplo, estão aí para provar que até hoje há resquícios desse cenário onde a mulher era pintada sempre como do lar e submissa. E como essa área vem atrelada a beleza e estética, as peças foram e continuam sendo indicadas para algum tipo de corpo específico. “Magra não pode isso, gorda só pode aquilo”, esses padrões sempre foram impostos as mulheres como uma limitação na hora de se vestir. Eu mesma já fui vítima desse sistema, achando que precisava emagrecer para usar algo que eu queria. Hoje me pergunto sempre: a roupa não me serve ou eu não sirvo para roupa? O estilo é meu e as peças estão aqui para serem usadas e não ao contrário, nós é quem somos as protagonistas da moda. Você não precisa se modificar para caber em algum lugar, e essa é uma premissa que vale para os aspectos da vida. Não são as roupas que fazem revolução, mas sim as mulheres que as vestem!

Até quando vamos deixar que as pessoas nos impeçam ou façam que nós usemos alguma coisa apenas por estética? Eu sou a primeira a reconhecer que posso estar com um look com as melhores tendências, se não for meu estilo, eu simplesmente não consigo. Não mostra quem eu sou e eu me sinto desconfortável. Somos seres humanos e levamos muito em compensação a opinião dos outros, o que não é ruim, às vezes precisamos de algum conselho se estivermos na dúvida. Mas nunca, nunca, deixe de se sentir bem com o que você gosta para agradar um padrão fora do comum ou outras pessoas que não seja você.

Facebook I Instagram Colorindo Vidas I Instagram Darah I colorindovidasblog@gmail.com

Comentários...