Colunistas

avatar
Anne Francis Costa

Refém das emoções? O corpo é que paga

Psicóloga Clínica – Terapia Cognitiva Comportamental
CRP nº 04/56392
Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário do Triângulo (Unitri).
A terapia busca tratar problemas psicológicos, emocionais e comportamentais.
Ela pode trazer enormes benefícios para o paciente: segurança nas decisões,
aumento da autoestima, autoconhecimento, desenvolvimento pessoal,
tolerância à frustração, superação de conflitos internos, superação de traumas
e abusos, motivação, melhora os relacionamentos interpessoais.

Mudanças…

Enviado por: 20/01/2021

O sinônimo de mudar pode ser vários: modificar, mudar, transformar, variar, trocar, substituir, virar, mexer, remodelar, etc… Mas é você que precisa dar um novo sentido a essa mudança.

Quando falamos de mudanças falamos de necessidade, de convicção e de coragem.

Para aceitarmos as mudanças na sua vida, precisamos analisar a situação como um todo. Veja todos os lados da mudança pela qual você está passando. Entenda o que você pode ou não pode controlar.

Algumas vezes, o medo de mudar é causado pela sensação da perda de controle da situação.  As mudanças podem causar nas pessoas pensamentos negativos, medo, ansiedade, estresse e até doenças que surgem por causas emocionais.

O medo é uma reação involuntária causada quando passamos por algum estímulo estressante e desconhecido. Analise qual a importância esse medo tem na sua vida, se exponha ao medo e comemore cada vitória quando você superar cada um desses medos.

Os processos de mudança nos causam também a ansiedade, pois nos tiram da nossa zona de conforto, pois estamos indo em direção ao desconhecido. Não tem como fugirmos das mudanças, pois elas ocorrem o tempo todo na nossa vida, seja nas nossas relações sociais, profissionais e familiares. A mudança nos obriga a termos maturidade e flexibilidade para enfrentar os novos desafios.

Ter medo e ansiedade diante de coisas assim, dentro de certos limites, é normal. É uma resposta do organismo diante de uma ameaça. Sabemos o que nos ameaça e reagimos. Medo e ansiedade são, portanto sentimentos comuns, normais, que servem para nos proteger.

Como podemos adaptar às mudanças em sua vida? Deixe de encarar a mudança como algo negativo, análise as situações, busque algo prazeroso e estabeleça uma meta a si mesmo. Mudar significa atitude, visão do caminho a ser percorrido e dos riscos assumidos. Pense e Repense sua forma de agir. Veja o que é melhor para você, mas saia da zona de conforto.

Para enfrentar as dificuldades temos que pensar que tudo na vida passa. A vida é uma sucessão de ciclos, nos quais há momentos bons e ruins. A dor acaba sendo a fonte de crescimento. Sem as dores e as dificuldades nos tornaríamos seres frágeis e estranhos.  Aprenda a ser paciente e siga em frente.

Para termos uma direção você precisa: ter foco na solução, assumir uma postura positiva, ter autoconhecimento, inteligência emocional, aprender com os altos e baixos, coragem e autoconfiança, humildade para pedir ajuda, enfrentar o problema, identificar e agir na causa.

Antes de começar algo novo, verifique e tenha a certeza de que é possível assim você não terá que lidar com as ilusões. Mantenha sua motivação sempre alta. Às vezes você vai querer abandonar, por isso é importante manter seu olhar fixo no objetivo.

Aceite os seus medos e não os negue. Coloque no papel os seus medos. Cultive pensamentos positivos. Destaque as suas vitórias. Converse sobre os seus medos com amigos e familiares.

E se você não consegue enfrentar sozinhas as mudanças, procure uma ajuda profissional, faça terapia, o psicólogo irá te ajudar.

Comentários...