Geral

140 mil veículos em Uberlândia estão com o IPVA 2019 atrasado, revela receita estadual

Enviado por: Augusto Ikeda 15/05/2019

O prazo de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) já terminou no estado de Minas Gerais até mesmo para os servidores estaduais, que tiveram um prazo maior de pagamento por conta do atraso nos salários. E em Uberlândia, que conta com a segunda maior frota de veículos do estado, muitas pessoas não fizeram o pagamento do imposto.

Pedro Antônio Alves, chefe da administração fazendária, disse que de pouco mais de 387 mil veículos, 140 mil não efetuaram o pagamento do IPVA 2019, o equivalente a 36% da frota de Uberlândia. Mas explicou como que o contribuinte pode quitar o imposto devido.

“O contribuinte que está em atraso com o IPVA está sujeito a uma multa de 20% do valor do imposto, mais juros calculados da Taxa Selic, considerando que o vencimento já decorreu 30 dias. Pra regularizar e fazer o pagamento do IPVA, ele (o contribuinte) pode procurar a rede bancária autorizada, e se optar, pode pegar a guia por meio do site da receita estadual, e imprimir a guia sem qualquer custo”, disse.

Alves também disse que caso o contribuinte tenha dificuldades em fazer o pagamento do imposto de uma única vez, ele pode solicitar o parcelamento do valor no site da receita estadual. No entanto, o limite máximo é de 12 parcelas, que não podem ser inferiores a 200 reais.

O pagamento do IPVA 2019 também é importante para que o contribuinte tenha em mãos o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) deste ano, documento de porte obrigatório. Ele começará a ser cobrado em 1º de agosto para veículos com finais de placas de 1 a 5, e em 1º de setembro para placas com finais de 6 a 0.

O chefe da administração fazendária disse que até o momento, o estado arrecadou R$ 204 milhões com o pagamento do IPVA 2019, equivalente a 77% do previsto para este ano, e explicou como é repassado o valor arrecadado.

“Do valor arrecadado com o IPVA, 20% é destinado ao Fundeb, o fundo da educação básica do governo federal, 40% para o município onde o veículo está registrado ou licenciado e 40% para o estado de Minas Gerais”, explicou.

Você confere a reportagem completa sobre o assunto no programa Manhã Vitoriosa desta quinta-feira, 16, a partir das 11h15 da manhã.

Informações: Rodrigo Silva

Comentários...