Geral

Inflação de junho em Uberlândia registra a maior alta dos últimos 28 meses

Enviado por: Augusto Ikeda 12/07/2018

A inflação do mês de junho em Uberlândia teve alta 1,46%, o maior índice dos últimos 28 meses. Os números foram divulgados pelo Índice de Preços do Centro de Pesquisas Econômico-sociais (IPC-Cepes), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), na última quarta-feira, 12.

Os grupos responsáveis por causar a alta foram os de habitação (variação de 5,81%), gás de cozinha (6,97%) e principalmente a energia elétrica, que teve um aumento de quase 20% no último mês por conta do período seco. O economista Álvaro Fonseca acredita que esse item, inclusive, deve refletir na inflação do município pelos próximos meses.

“A cadeia de dependência da energia elétrica era grande e continua aumentando, por que mais e mais se tem aparelhos eletrônicos em casa, e principalmente agora na estiagem, em que a bandeira vai continuar vermelha. Ela não vai subir muito, mas vai continuar a estar alta”, explicou.

Outro grupo que teve grande impacto na inflação de junho foi o de alimentos. Tudo por conta do desabastecimento que ocorreu devido à paralisação dos caminhoneiros. Por conta disso, o mês passado foi considerado atípico pelo IPC-Cepes.

“Esse mês de junho foi um mês totalmente atípico. Foi o mês que tivemos o desabastecimento causado pela paralisação do transporte, a paralisação dos caminhoneiros. Tudo que aconteceu de altas fora do normal foram devidos a esse acontecimento”, afirmou Fonseca.

Apesar da alta registra no mês passado ser a maior em 28 meses, Fonseca disse que o índice não foge daquilo que costuma ser registrado nos demais locais do país.

“Apesar de ser um país enorme, ele não é tão diferenciado assim. Os índices das regiões são mais ou menos semelhantes”, disse o economista.

Informações: Carlos Vilela

Comentários...