Geral

Pescador de Uberlândia desaparece na represa de Nova Ponte e deixa família desesperada

Enviado por: Carolina Vilela 11/04/2018

Imagem: Paulo Henrique Soares / TV Vitoriosa

Familiares e amigos estão em busca de Hudson Riccille Silva Mota, morador do Bairro Shopping Park, em Uberlândia, que desapareceu no último dia 9 de abril, quando saiu para pescar com amigos na represa de Nova Ponte, em Iraí de Minas, no Triângulo Mineiro. O Corpo de Bombeiros de Patrocínio foi acionado no acesso à Fazenda Água Limpa, para atendimento ocorrência de pessoa desaparecida.

Hudson havia deixado os amigos na ilha e saiu de barco para buscar uma faca, mas não retornou. O trajeto entre o local onde estava com os amigos e o carro deles, onde pegaria a faca, é de aproximadamente 2,5 km.

Por sorte os amigos conseguiram sinal de celular e acionaram socorro.

Os amigos de Hudson disseram ter conseguido acompanhar o som do motor da embarcação por no máximo 80 metros. Perceberam que o barco apresentou algum problema, mas ele conseguiu ligar novamente e seguir. Como o local é formado por várias ilhas, rapidamente o barco saiu do campo de visão dos amigos.

A esposa, Aline Quirino Santos Mota afirma que Hudson sabe nadar e tem carteira de pescador há 5 anos. Esses dados, aliado ao fato de o trajeto que ele se propôs a fazer ser muito curto, levantam a suspeita da mulher de que ele não tenha se afogado, mas possivelmente tenha sido pego por alguém.

“A esperança é que alguém tenha feito alguma coisa com ele, e esteja amarrado em algum lugar, preso”, disse.

Segundo os bombeiros, não havia nas águas vestígio de embarcação ou materiais nela contidos, o que dificultou a afirmativa de que a mesma afundou.

Perante a incerteza do fato ocorrido e de sua localização, os Bombeiros orientaram as pessoas no local a levantar se a vítima não evadiu daquela região e se encontravam algum vestígio da embarcação. Após as orientações, os militares colheram dados relevantes à ocorrência e retornaram para planejamento de providências subsequentes.

Informações podem ser repassadas aos Bombeiros (193) e Polícia Militar (181).

Comentários...