Polícia

Caso Manchinha – Carrefour é obrigado a depositar R$ 1 milhão em fundos para animais

Enviado por: Redação V9 15/03/2019

Foto: Reprodução / Facebook

Mais um capítulo da história da cadelinha Manchinha, morta por espancamento dentro de um supermercado da rede Carrefour em Osasco, na Grande São Paulo. O supermercado terá de depositar R$ 1 milhão em um fundo, criado pelo município, como penalidade pela agressão contra o animal por parte de um segurança do local.

Os ferimentos foram tão graves que provocaram hemorragia e, consequentemente, a morte do animal, em 28 de novembro de 2018. Imagens de segurança do supermercado e vídeos feitos por celulares de testemunhas registraram o momento em que o segurança corre atrás do cão com uma barra de ferro. O segurança admitiu a agressão, mas disse que “não teve a intenção de feri-lo”. Manchinha era um cachorro abandonado e dócil que perambulava pelo Carrefour e recebia alimentos e carinho de clientes e funcionários.

De acordo com o Ministério Público de São Paulo, o Carrefour assinou um Termo de Compromisso assumindo a obrigação. Do valor de R$ 1 milhão, R$ 500 mil serão destinados exclusivamente à esterilização de cães e gatos; R$ 350 mil para a compra de medicamentos para animais do Hospital Municipal Veterinário ou que estejam no canil municipal e R$ 150 mil para a aquisição e entrega de rações para associações, ONGs e demais entidades destinadas ao cuidado de animais na cidade de Osasco.

Em caso de descumprimento, a rede estará sujeita a multa de R$ 1 mil por dia de atraso do depósito e o município de Osasco será alvo de investigação por ato de improbidade administrativa na hipótese de não atender ao termo.

Em nota, o Carrefour confirmou o acordo firmado.
Nota do Carrefour

“O Carrefour informa que firmou acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo e Município de Osasco em prol da causa animal, após episódio ocorrido em sua loja de Osasco (SP), no ano passado. A partir do seu compromisso e transparência com toda a sociedade, a empresa irá reverter R$ 1 milhão a fundo ligado à causa que será criado pelo município, sendo R$ 500 mil destinados para a castração de cães e gatos, R$ 350 mil à compra de medicamentos para o Hospital Municipal Veterinário ou canil municipal e R$ 150 mil à compra de ração para associações, ONGs e demais entidades na cidade. O acordo, que será remetido ao Conselho Superior do Ministério Público para homologação, prevê que a Promotoria de Justiça de Osasco será responsável pelo acompanhamento e fiscalização quanto ao cumprimento do acordo. O Carrefour reforça ainda que já implementa extenso plano de ação em prol da causa animal, estruturado com o apoio de diversas ONGs e entidades, com ações concretas em curso na cidade de Osasco e no país. As informações estão disponíveis no canal criado exclusivamente para informar a sociedade sobre essas e outras iniciativas: carrefour.com.br/causa-animal.”

O segurança, que não teve o nome divulgado, irá responder em liberdade por abuso e maus-tratos de animais.

Comentários...