Polícia

Mulher que proferiu ofensas racistas em Araporã é indiciada por injúria racial e racismo

Enviado por: Redação V9 11/10/2017

A mulher que proferiu ofensas racistas contra duas professoras da rede municipal de ensino de Araporã, no final de agosto, foi indiciada pelos crimes de injúria racial e racismo.

Segundo o delegado Armando Papacídero, que foi o responsável pelas investigações, sete pessoas foram ouvidas. O inquérito já foi concluído e encaminhado ao fórum da cidade. A autora das ofensas pode pegar de um a três anos de prisão por cada um dos dois crimes.

Entenda o caso

No final do mês de agosto, foram divulgados diversos áudios, pelo aplicativo WhatsApp, no qual a mulher proferiu diversas ofensas raciais contra duas professoras da rede de ensino de Araporã, após seu descontentamento por uma delas dar aula para sua filha.

“Agora é uma tal de Roberta Renout (uma das professoras). Nega feia do beiço revirado. Pra passar batom naquele beiço, gasta uns quatro. (…) Com preto mesmo eu não dou certo, quando chego perto de um ta com subaqueira (sic)”, disse a autora das ofensas.

O caso ganhou grande repercussão na região e as professoras ganharam diversas manifestações de apoio. Elas registraram boletim de ocorrência contra a mulher.

Informações no local: Elisângela Gonçalves

Comentários...