Política

Estudante chora e se desespera durante manifestação ao saber que ainda não há solução para transporte rural

Enviado por: Redação V9 08/03/2019

Continua o impasse do transporte escolar na zona rural de Uberlândia. A população questiona onde foram parar os R$ 18 milhões de repasse do Fundep ao município.

Durante uma manifestação de pais e alunos na Câmara Municipal de Uberlândia na manhã desta sexta-feira, 8, reivindicando uma solução para a situação do transporte, que está paralisado, uma estudante se desesperou e chorou ao não ser recebida pela secretária de Educação, Tânia Maria.

Os manifestantes estiveram na Casa Legislativa pedindo apoio aos vereadores. Depois da sessão eles foram até a Secretaria de Educação. Lá eles teriam sido informados de que a administração não poderia fazer nada a respeito. A estudante não conseguiu conter o choro, dizendo que está perdendo aula, prova e está prestes a prestar um vestibular, o que vai prejudicá-la muito.

A moça mora na zona rural e estuda no 2º ano do ensino médio na Escola Teotônio Vilela, no Bairro Planalto. Recentemente a Prefeitura fez uma mudança no transporte. As vans, que faziam porta a porta, deixam de atender a área rural, que passa a ser assistida por um ônibus. No entanto, a reclamação é de que os estudantes têm que percorrer até 10 km a pé. Segundo a Prefeitura, a medida tomada foi emergencial.

Nossa equipe conseguiu contato com a mãe da adolescente, Elisiene Gonçalves da Silva, que falou ao vivo por telefone ao Programa Conexão Vitoriosa. Segundo ela, os estudantes e os pais têm sofrido com a situação. Confira o relato:

 

 

Comentários...