Política

Hospital Municipal recebe parecer favorável para realização de cirurgias oncológicas

Enviado por: Redação V9 01/08/2017

Avaliação foi realizada pela área técnica do Ministério da Saúde após solicitação do prefeito Odelmo Leão ao ministro Ricardo Barros

A Prefeitura de Uberlândia tem registrado avanços em diversas áreas, principalmente na saúde. Nesta segunda-feira (31), o Município deu um grande passo para que o Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro (HMMDOLC) seja uma unidade habilitada para realização de cirurgias oncológicas. Isso porque o Ministério da Saúde analisou, em julho, o pedido feito pelo prefeito Odelmo Leão ao ministro Ricardo Barros. Isso é resultado do compromisso do Município com o que é considerado importante para população.

Mais uma unidade de referência

Em visita a Uberlândia no final do mês de junho, o ministro Ricardo Barros recebeu das mãos do prefeito um ofício em que era solicitada a liberação do Hospital e Maternidade Municipal para a realização de cirurgias de câncer. O documento foi averiguado pela União e o HMMDOLC foi considerado apto para execução dos procedimentos. Agora, o pedido segue para o Departamento de Regulação, Avaliação e Controle do ministério, onde será avaliado.

“Estamos no caminho para oferecer mais um serviço essencial à comunidade, já que esta habilitação é importante para que possamos ampliar o trabalho desenvolvido no hospital e maternidade. Sabemos que o município carece de uma estrutura para atendimento em cirurgia de câncer e é nosso papel dar assistência completa ao povo de Uberlândia”, disse o prefeito Odelmo Leão.

No parecer favorável homologado pelo Ministério da Saúde, o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) também foi considerado apto para ser Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia.

Recuperação Hospital Municipal

O Hospital Municipal, referência em internação para a rede pública, enfrentava problemas graves no inicio de 2017. Além de equipamentos sucateados, leitos estavam fechados por falta de infraestrutura e manutenção de equipamentos essenciais. Outros leitos não recebiam pacientes devido à ausência de materiais e medicamentos básicos.   Ao todo, o HM estava com 115 leitos sem funcionar, sendo 45 por falta de equipamentos e 70 por falta de insumos. Hoje, 107 estão em funcionamento.

Também foram recuperados equipamentos fundamentais como os  da Central de Esterilização, bem como monitores e aparelhos médico-hospitalares.  A atual administração promoveu ainda, o conserto do aparelho de tomografia, que estava inutilizado há quase um ano por problemas técnicos. O retorno dos procedimentos aconteceu na dia 24 de fevereiro e até o fim de junho, o Município já havia contabilizado 2.219 exames realizados pelo equipamento.

Mutirão cirúrgico

Para oferecer um atendimento ainda mais digno à população, desde a segunda quinzena de fevereiro, a equipe médica do hospital tem realizado uma força-tarefa na ala cirúrgica nos finais de semana a fim de reduzir a quantidade de pacientes que aguardavam por procedimento cirúrgico de traumatologia.

No primeiro trimestre foram realizados 820 procedimentos só na ortopedia. Com as intervenções nos finais de semana, foi possível diminuir a fila de espera em 80%. O mutirão foi uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde para dar assistência aos pacientes que precisavam de cirurgia de traumatologia, além dos idosos que estavam nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) aguardando por cirurgia de fratura do colo de fêmur.

Prefeitura de Uberlândia

Comentários...