Política

Mais 8 vereadores presos em Uberlândia têm liberdade concedida pela justiça

Enviado por: Carolina Vilela 14/01/2020

Nesta segunda-feira, 13, foi publicado pelo presidente da corte do Supremo Trinal da Justiça (STJ), Ministro João Otávio de Noronha, uma decisão que determina liberdade a oito dos 11 vereadores que ainda seguem presos. Entre os que terão liberdade está Rodi Borges, Pâmela Volp, Ronaldo Alves, Osmírio de Oliveira (o ceará), Mastroiano Alves (o doca), Wender Marques, Helvico Queiroz (o vico) e Silésio Miranda.

A determinação judicial concede habeas corpus somente àqueles vereadores presos na Operação Má Impressão. O ex-presidente da Câmara, Hélio Ferraz, o baiano, bem como Juliano Modesto e Alexandre Nogueira, foram presos pela Operação Guardião. Baiano teve a liminar de soltura concedida, mas assim como Modesto e Nogueira, têm pelo menos dois processos em andamento e por este motivo, os três permanecem presos.

Quando soltos, os vereadores deverão cumprir algumas medidas cautelares, como não acessar ou frequentar a Câmara de Vereadores de Uberlândia, não manter contato com os demais réus e com os servidores da referida casa legislativa, não sair do município sem autorização do juízo competente, manter o recolhimento domiciliar noturno e se afastar do exercício do cargo de vereador.

Na semana passada três vereadores foram liberados por força de habeas corpus: Márcio Nobre, Isac Cruz e Vilmar Rezende. Até aqui registramos 14 dos 20 vereadores presos nas operações, outros cinco renunciaram ao cargo: Ismar Prado, Flávia Carvalho, Roger Dantas, Ricardo Santos e Felipe Felps. Já Jussara Matsuda apresentou documentações exigidas pela justiça. Também tiveram liberdade provisória concedida os servidores da Câmara Mateus Fernandes da Silva e Tarcízio Carbone da Silva.

Acompanhe o caso

Vereadores passam a noite na prisão e são ouvidos pelo Ministério Público hoje, 17
VEREADORES PRESOS – Informações sobre “rachadinhas” e fraude nos abastecimentos dos veículos aparecem nos depoimentos
Penalidades e acordos começam a ser desenhados nas oitivas dos vereadores presos
Mais 11 vereadores têm prisão temporária convertida em preventiva; são 14 no total
TJMG nega pedidos de habeas corpus de 5 vereadores de Uberlândia
STJ expede pedido de liberdade a três vereadores de Uberlândia

Comentários...