Governador Zema sanciona lei que garante distribuição gratuita de absorventes em escolas e presídios de MG

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) sancionou o projeto neste sábado (4)

O Projeto de Lei (PL), obriga o fornecimento gratuito de absorventes higiênicos a mulheres em situação de vulnerabilidade social em escolas públicas, unidades de saúde, de acolhimento e em presídios do estado.

A nova lei tem como objetivos principais a diminuição da evasão escolar e da prevenção de doenças. Pesquisa concluíram que meninas sem condições de comprar absorventes chegam a perder até 40 dias de aulas em um ano.

O projeto de lei 1.428/20 é de autoria da Deputada Estadual Leninha (PT). “Mulheres muitas vezes passam por situações constrangedoras e até problemas de saúde quando do uso de materiais inapropriados na tentativa de substituir o item de higiene”, defendeu a Deputada autora do Projeto na ocasião.

Pobreza menstrual

A impossibilidades de recursos para adquirir absorventes íntimos tem causado preocupação em vários lugares do mundo, inclusive em países considerados de “primeiro mundo”.

A Escócia se tornou o primeiro país do mundo a oferecer produtos menstruais gratuitos de forma universal.O Parlamento escocês aprovou por unanimidade o projeto de lei em novembro de 2020.

Os absorventes já são distribuídos gratuitamente nos banheiros de escolas e universidades do país desde 2018. Com a nova lei, eles passariam a ser disponibilizados também em farmácias, centros comunitários, clubes e locais públicos.

LEIA TAMBÉM!