Partida entre Brasil e Argentina é interrompida pela Anvisa; órgão diz que quatro jogadores argentinos devem ser deportados

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Depois da interrupção, árbitro optou por suspender a partida

partida entre Brasil e Argentina que ocorreria neste domingo (5.set) na Neo Química Arena, em São Paulo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, foi interrompida por agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) após cerca de cinco minutos do início. O motivo, segundo a autarquia, é que quatro jogadores da seleção argentina ingressaram no país descumprindo regra sanitária.

Ao contrário do que haviam declarado, os atletas tiveram passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte ou Índia. Por isso, não poderiam ter entrado no solo brasileiro, conforme a Portaria Interministerial nº 655, de 2021. Eles chegaram ao Brasil em voo vindo de Caracas, na Venezuela, com destino a Guarulhos, na região metropolitana da capital paulista.

Após a interrupção da partida, de acordo com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), o árbitro decidiu suspender o jogo. A Anvisa passou a suspeitar que os atletas haviam desrespeitado a portaria após receber notícias não oficiais segundo as quais eles teriam prestado declarações falsas.

Na sequência, então, notificou o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde Nacional (CIEVS/MS) para investigar e rastrear o caso. A confirmação de que a regra foi burlada veio após a agência se reunir com representantes do Ministério da Saúde e com a Coordenação de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, no sábado (4.set), e consultar os passaportes dos quatro jogadores.

A Polícia Federal (PF), diz a Anvisa, foi acionada para adotar providências. A autarquia considera a situação como de risco sanitário grave e informou às autoridades de saúde de São Paulo para colocarem os jogadores em quarentena imediatamente. Eles não poderão permanecer no Brasil.

SBT NEWS

LEIA TAMBÉM!