População de Uberlândia reclama da falta de testes de Covid; saiba o que poderia ser feito com os R$49 milhões que Odelmo repassou para empresas de ônibus

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

As reclamações dos usuários das UAIs (Unidades de Atendimento Integrado ), tem sido recorrentes com relação à ausência dos testes de Covid-19, em Uberlândia. A população sem recursos para pagar um teste particular, é obrigada a voltar para casa, sem saber se está contaminada, tendo grande possibilidade de propagar o vírus para familiares, além de ter a sua vida colocada em risco. A demora na identificação do contaminado com o vírus implica na demora do tratamento e aumento no número de mortes.

Já em período de Pandemia, a Prefeitura Municipal de Uberlândia fez 2 repasses para as Empresas que realizam o transporte público na cidade. O Município realizou o 1º repasse de R$ 25 milhões no ano de 2020, a título de reposição de déficit financeiro causado pela pandemia da Covid-19. O 2º repasse foi firmado através de TAC, junto ao Ministério Público, concedendo aporte financeiro de mais de R$24 milhões.

Veja o que poderia ter sido realizado para a população de Uberlândia, com os R$49 milhões repassados às empresas de ônibus:

Cestas Básicas: Valor da cesta R$96,67
05 kg Açúcar cristal
05 kg Arroz T-1
02 kg Feijão carioca T-1
02 un Óleo de soja 900ml T-1
01 un Extrato de tomate 350g
01 Kg Macarrão
01 kg Sal refinado
½ kg Café moído
1 kg Farinha de trigo T-1
½ kg Farinha de mandioca T-1
½ kg Fubá de milho
506 mil cestas báscias
Testes de Covid-19 PCR : Valor do teste R$90544 mil testes PCR
Auxílio Emergencial de R$250196 mil pessoas recebendo auxílio emergencial

Falta de dinheiro ou falta de vontade? Responda, por favor, Prefeito Odelmo.

LEIA TAMBÉM!