Esportes

Atlético-MG estreia com empate na Copa Libertadores

Enviado por: Redação V9 09/03/2017

A arrancada do Atlético na Copa Libertadores foi com um empate, por 1 a 1, com o Godoy Cruz, em Mendoza, na Argentina, pelo Grupo 6 da competição. Foi uma atuação ruim. O Galo passou por dificuldades. Errou muito no primeiro tempo, sofreu o gol com menos de dois minutos. Passou por sustos. Nada criou. Na etapa final, o time melhorou um pouco, mas seguiu sem inspiração. Chegou ao empate com Fred, de pênalti. Pressionou os argentinos após a expulsão de Ortiz, já aos 39 minutos. Mas não alcançou a virada. O Atlético só volta a campo pela Libertadores no dia 13 de abril, quando recebe o Sport Boys, da Bolívia, em Belo Horizonte.

Tempo de erros

Um contra-ataque com menos de dois minutos de jogo foi o primeiro sinal de que o Atlético não teria uma começo tranquilo na Libertadores. O Godoy Cruz, que só estreou na temporada nesta quarta-feira, por causa da greve no futebol argentino, parecia mais entrosado que os mineiros nos 45 minutos iniciais. Espalhado em campo, o Galo marcou mal, não criou e deixou o goleiro Rey como espectador.

Logo no primeiro contra-ataque do Godoy Cruz o placar saiu do zero. A jogada começou com a perda da posse de bola de Fred – atacante reclamou toque de mão do adversário -, mas o árbitro mandou o lance seguir. Gabriel não conseguiu cortar o lançamento longo e deixou Correa cara a cara com Giovanni. Ele não perdoou: 1 a 0.

Os contragolpes do time de Mendoza, principalmente pelo lado esquerdo atleticano, deram trabalho para a defesa mineira. Por pouco, aos oito minutos, Garro não ampliou. A finalização de cabeça foi por cima do gol.

O Atlético teve maior posse de bola. Mas não soube o que fazer para superar a marcação argentina. Erros de passes, alguns lançamentos equivocados e poucas finalizações – a mais perigosa na primeira etapa foi com Leonardo Silva, depois da cobrança de escanteio, mas foi para fora.

O Godoy Cruz manteve sua proposta, forçando o erro do Galo. E quase balançou as redes novamente em duas jogadas pelo lado esquerdo alvinegro. Aos 25 minutos, González passou por Fábio Santos, cruzou e Correa furou na cara do gol. E esse não foi o lance perdido mais inacreditável. Aos 44 minutos, em outra bola perdida pelo Atlético, a bola foi cruzada na área para Garro. Debaixo da trave, com o gol aberto, ele tocou para fora.

Tempo de empate

O Galo voltou com Cazares no lugar de Danilo. Mas foi em uma velha jogada do time que nasceu o gol do empate. Marcos Rocha cobrou lateral na área e, na disputa, Abecasis derrubou Elias. Pênalti. Fred bateu e deixou tudo igual: 1 a 1, aos cinco minutos.

A posse de bola continuou sendo do Atlético na etapa final. O time não passou tantos sustos como nos 45 minutos iniciais. Mas a falta de inspiração para furar o bloqueio seguiu atrapalhando os planos alvinegros.

Nos 15 minutos finais, o técnico Roger Machado fez as duas últimas alterações. Tirou Otero e Fred para as entradas de Clayton e Rafael Moura. O Atlético ainda ficou em vantagem numérica em campo. Aos 39 minutos, Ortiz fez falta violenta em Clayton e foi expulso. O Galo partiu para a pressão. A defesa do Godoy Cruz salvou duas vezes no bate-rebate na área e segurou o 1 a 1.

Superesportes

Comentários...