Brasil é superado pela Tailândia

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Fonte: Divulgação CBV

A seleção brasileira feminina de vôlei sofreu o segundo resultado negativo na edição 2017 do Grand Prix. Na madrugada deste sábado (15.07), o Brasil foi superado pela Tailândia por 3 sets a 0 (25/22, 25/21 e 29/27), em 1h24 de jogo, na Kamei Arena, em Sendai, no Japão. O time verde e amarelo e as tailandesas formam ao lado da Sérvia e do Japão, o grupo D da competição. As brasileiras somam três vitórias e duas derrotas.

O Brasil voltará à quadra à 1h15 (horário de Brasília) da madrugada deste domingo (16.07) para enfrentar o Japão. O SporTV 2 transmitirá ao vivo.

A equipe verde e amarela aparece em quarto lugar na classificação geral, com oito pontos. A Sérvia lidera, com 12, seguida pelos Estados Unidos, também com 12, mas com um pior saldo de sets, e a Holanda, com 10.

A atacante tailandesa Ajcharaporn foi a maior pontuadora do duelo, com 18 acertos. Pelo lado das brasileiras, a oposta Tandara foi quem mais marcou, com 15 pontos.

O treinador José Roberto Guimarães lamentou a derrota, mas fez questão de parabenizar a Tailândia pela vitória sobre o Brasil.

“Parabéns a Tailândia que fez uma excelente partida. Nós cometemos muitos erros e perdemos a lucidez no jogo em função das combinações de ataque da Tailândia. Nosso saque não foi efetivo e só conseguimos quebrar o passe delas em alguns momentos. A levantadora delas (Tomkom Nootsara) é excepcional e jogando com a bola na mão imprimiu muita velocidade. Faltou atitude e lucidez para nosso time”, disse José Roberto Guimarães.

Entenda o Grand Prix

No Grand Prix, de sete a 23 de julho, as 12 principais seleções disputarão a fase de classificação. A cada semana serão formados três grupos com quatro seleções em cada, definidas em sorteio. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançarão à Fase Final, que contará ainda com a China, país sede. A Fase Final acontecerá de dois a seis de agosto, em Nanjing, na China.

No primeiro fim de semana da competição, o Brasil venceu a Bélgica e a Turquia, respectivamente, por 3 sets a 0 e 3 sets a 2 e foi superado pela Sérvia por 3 sets a 0. Na segunda semana, as brasileiras estrearam com vitória sobre a Sérvia por 3 sets a 0.

O Brasil é o atual campeão do Grand Prix e luta pelo 12º título da competição.

O JOGO

A Tailândia começou melhor e fez 6/3. A equipe asiática segurou a vantagem no 1º tempo técnico (8/5). Bem no bloqueio e no saque, o Brasil encostou (8/7). O volume de jogo das asiáticas era eficiente e a Tailândia abriu quatro pontos (13/9). Numa boa sequência de saques da levantadora Roberta, o Brasil diminuiu a vantagem no placar para um ponto (17/16). Quando as tailandesas voltaram a abrir no marcador, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo (20/17). A paralização fez bem as brasileiras que empataram (21/21). A Tailândia foi melhor no final da primeira parcial e venceu o set por 25/22.

A Tailândia fez os quatro primeiros pontos da segunda parcial e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Quando o placar estava 6/0 para as tailandesas, o técnico brasileiro trocou as ponteiras. Entrou Drussyla e saiu Natália. A equipe verde e amarelo tinha dificuldade com a velocidade da Tailândia. Jogando com as centrais, o Brasil encostou (14/10). A Tailândia seguiu melhor no segundo tempo técnico da parcial (16/10). O Brasil voltou a diminuir a diferença no marcador (18/14) e foi a vez do treinador tailandês pedir tempo. Mesmo com a paralização, as brasileiras continuaram evoluindo no saque e no bloqueio e a diferença no placar caiu para dois (21/19). A Tailândia segurou a reação do Brasil e levou a melhor na segunda parcial por 25/21.

A terceira parcial começou equilibrada. Bem no bloqueio, a Tailândia abriu dois pontos (7/5). A central Carol cresceu de produção no boqueio e o time verde e amarelo foi para a primeira parada técnica em vantagem (8/7). Jogando com velocidade, as tailandesas abriram dois pontos (12/10). Bem no saque e no bloqueio, o Brasil empatou a parcial (14/14). Depois de uma disputa na rede, as tailandesas voltaram a abrir no marcador (17/15) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralização fez bem as brasileiras que empataram (17/17). Quando o time verde e amarelo virou o marcador (19/18) foi a vez do técnico da equipe asiática pedir tempo. A parcial ficou disputada ponto a ponto. A Tailândia foi melhor nos momentos decisivos e venceu o terceiro set por 29/27 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES:

BRASIL – Roberta, Tandara, Rosamaria, Natália, Bia e Adenízia. Líbero: Gabi

Entraram – Monique, Naiane, Amanda, Carol e Drussyla

Técnico – José Roberto Guimarães

TAILÂNDIA – Tomkom Nootsara, Ajcharaporn, Chatchu-On , Pimpichaya, Hattaya e Pleumjit.  Líbero: Pannoy

Entraram – Apinyapong, Tapaphaipun e Boonlert

Técnico – Sriwacharamaytakul

Grand Prix

1ª semana – Ancara (Turquia)

07.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/22, 25/23 e 25/18)

08.07 – Brasil 0 x 3 Sérvia (19/25, 20/25 e 19/25)

09.07 – Brasil 3 x 2 Turquia (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13)

2ª semana – Sendai (Japão)

14.07 – Brasil 3 x 0 Sérvia (26/24, 25/17 e 25/22)

15.07 – Brasil 0 x 3 Tailândia (22/25, 21/25 e 27/29)

16.07 – Brasil x Japão, às 1h15 (horário de Brasília)

Confederação Brasileira de Vôlei

LEIA TAMBÉM!