ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Sob olhares de Ibra, Suécia vence a Itália e fica a um empate de vaga na Copa do Mundo

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Jogadores comemoram gol de Jakob Johansson, que deu a vitória da Suécia sobre a Itália Fonte: Soren Andersson/AFP

A Suécia contou com o apoio da sua torcida e um gol de Jakob Johansson para derrotar a Itália por 1 a 0 na noite desta sexta-feira, na partida de ida da repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Ainda em recuperação de uma lesão no joelho e aposentado da seleção do seu país desde 2016, Ibrahimovic acompanhou de perto o triunfo na Friends Arena, em Solna.

Com o resultado obtido dentro dos seus domínios, o time sueco, que não disputa a Copa desde a edição de 2006, na Alemanha, precisa apenas de um empate na partida de volta, às 17h45 (de Brasília) da segunda-feira, no estádio Giuseppe Meazza, em Milão. Os donos da casa, por sua vez, precisarão vencer por dois gols ou mais de diferença para não necessitarem decidir a vaga nos pênaltis.

Mesmo tratando-se de um confronto entre duas seleções com história em Copas do Mundo, primeiro tempo da partida não foi digno que nem uma delas carimbasse sua vaga no torneio da Rússia. Sem lances de perigo, a etapa mostrou times muito mais dedicados em marcar o adversário do que em tentar quebrar a boa apresentação tática dos dois lados.

Muito dependente da organização do volante Verrati, suspenso para o jogo da volta devido ao terceiro cartão amarelo, a Itália contentou-se em jogar na bola longa para o centroavante Belotti, bem marcado pelos centrais adversários. Do outro lado, o jovem Forsberg era a ilha de criação dos suecos, que confiavam no armador do RB Leipzig para ludibriar o temido trio formado por Barzagli, Bonucci e Chiellini, também sem sucesso.

Jogando em casa, porém, coube à Suécia adotar uma postura mais ofensiva para a etapa final. Ekdal, que fazia boa partida, sentiu lesão e acabou substituído por Johansson, aos 12. Cinco minutos depois, o substituto viu a zaga italiana afastar mal após lateral cobrado na área e chutou forte. A bola desviou em De Rossi e acabou enganando Buffon, abrindo o placar.

Preocupada com a desvantagem, a Itália passou a jogar mais no campo do adversário, principalmente com as entradas de Eder e Insigne nos lugares de Belloti e Verrati. Quem quase empatou, no entanto, foi Darmian. Em chute de fora da área, após rebatida da defesa, ele acertou a trave direita de Olsen. Na volta, a bola bateu na zaga e voltou tranquilamente para o arqueiro.

Apostando nas bolas aéreas, o time italiano tentou imprimir pressão sobre os anfitriões, mas nada que os visitantes faziam parecia tirar a tranquilidade dos nórdicos. Até o apito final, bastou aos amarelos usarem bem a cabeça para assegurar a vantagem na casa dos italianos.

Superesportes

LEIA TAMBÉM!