ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

Prefeitura de Araguari utiliza recursos para recuperar estragos causados pela chuva, em detrimento da decoração de natal

Augusto Ikeda

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Em coletiva de imprensa realizada na última segunda-feira, 11, a Prefeitura de Araguari anunciou que irá utilizar seus recursos para recuperar os locais danificados pelas fortes chuvas recentes que caíram na cidade, em detrimento da decoração de natal.

A decisão foi tomada em uma reunião em com a presença Câmara Municipal, Defesa Civil, CDL e o Corpo de Bombeiros. Os trabalhos já foram iniciados, em caráter de urgência. De acordo com o prefeito da cidade, Marcos Coelho, as medidas são paliativas, mas decisões com intuito definitivo devem ser aplicadas em breve, principalmente em locais mais críticos.

A maior parte dos novos estragos registrados na cidade ocorreu durante a forte chuva recente que caiu em Araguari. Foram registrados 82 milímetros em apenas uma hora e meia.

Problemas corriqueiros

Os problemas que persistem na cidade afetam até mesmo áreas que estão próximas do prédio da própria Prefeitura de Araguari. O aposentado Wilfred Cury, que mora na Rua Bias Fortes, reclama que as chuvas sempre causam estragos na via e já chegou a acionar a justiça por conta disso.

“Faz anos (que o problema persiste). Entra prefeito, sai prefeito, (falam que) vão arrumar, vão arrumar e arruma nada. Fica tudo a mesma m…. que tá”, reclamou o aposentado.

Já os moradores do Bairro Monte Moriá alegam que a situação do local é ainda mais crítica, pois a água da chuva se mistura com o esgoto e costuma invadir diversas casas.

O motorista Danilo Marcos Rodrigues, que mora no bairro, disse que os alagamentos são corriqueiros e que nem a prefeitura ou a empresa responsável pela construção do local assumem a responsabilidade.

“Aqui, é esgoto que invade as casas. Fora o mal cheiro, que fica constante durante o sol. Se tem chuva, é esgoto correndo; vem o sol, esquenta o chão e vem um cheiro muito forte, que fica no ar”, disse.

Já a diarista Ana Paula Assunção, que teve muitos móveis e eletrodomésticos danificados durante a forte chuva recente, precisou abrir um buraco nos fundos de sua casa para escoar a água da chuva. E disse que não é preciso cair muita água para que o problema ocorra.

“(Alaga) Toda vez que chove, não precisa ser uma chuva muito forte não, os bueiros não suportam a chuva. A gente não agüenta mais, a gente não tem mais sossego”, disse.

Informações: Carlos Vilela

LEIA TAMBÉM!