Programa Minas do Hidrogênio é lançado na sede da FIEMG

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

MINAS GERAIS NA LIDERANÇA DA PRODUÇÃO DE HIDROGÊNIO VERDE

O hidrogênio verde é uma nova tendência de energia renovável e pode ser obtido da eletrólise da água ou da biomassa e biocombustíveis, como etanol e o metano. Minas Gerais, com abundância de todos esses recursos e com todos os mecanismos para desenvolver o combustível, acaba de lançar o Programa Minas do Hidrogênio.

O estado inicia uma trajetória de investimentos para tornar robusta toda a cadeia produtiva do setor: da molécula à produção dos equipamentos e o desenvolvimento tecnológico.O programa é uma iniciativa do governo do Estado com o apoio do setor produtivo, por meio da FIEMG.

No lançamento, realizado na sede da Federação, em Belo Horizonte, estiveram presentes o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant, e o presidente da Federação, Flávio Roscoe.

“O momento é propício para Minas Gerais ser protagonista na geração de hidrogênio”, afirma Roscoe. “Os investimentos nessa cadeia estratégica vão incrementar a venda de commodities e fomentar a demanda em larga escala da geração de um gás, cuja exploração está na vanguarda tecnológica e atende a protocolos ambiental e socialmente sustentáveis”, ressalta o líder empresarial mineiro.

“O Governo Federal tem incentivado fortemente as fontes renováveis de energia. Na última reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), aprovamos as diretrizes para o Programa Nacional do Hidrogênio. Apostamos em diferentes rotas de produção e na versatilidade de seu uso energético, buscando um mercado abrangente e com redução de custos”, afirmou o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Durante o evento, especialistas em energias renováveis apresentaram painéis sobre o potencial do estado para a geração de hidrogênio. Ansgar Pinkowski, gerente de Inovação e Sustentabilidade da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro, liderou o painel “Panorama da produção e consumo do hidrogênio no Brasil”.

Daniel Gabriel Lopes, pesquisador, sócio-fundador e diretor da Hytron Energia e Gases, conduziu o tema “Processos e tipos de equipamentos envolvidos na cadeia do hidrogênio”. Já a palestra “Conceito de hidrogênio a partir de biomassa” foi apresentada por Plinio Nastari, presidente e CEO da Datagro Consultoria e Marcelo Veneroso, presidente do Conselho de Mercados da ABIMAQ e diretor-consultivo da FIEMG, foi o responsável pelo tema “Qual o papel que o hidrogênio poderá representar para nossa sociedade”.

Na ocasião, Carlos Alexandre Príncipe Pires, diretor do Departamento de Desenvolvimento Energético da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, apresentou o “Programa Nacional do Hidrogênio (PNH2)”. Fonte: Fiemg

LEIA TAMBÉM!