Flagrantes de embriaguez ao volante aumentam 39% no feriadão

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

Dados são de balanço de operação da Polícia Rodoviária Federal

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta quarta-feira (8) o balanço final da Operação Independência, de fiscalização nas rodovias federais que cortam o país. As atividades começaram na sexta-feira (3) e foram concluídas na noite desta terça-feira (7). A força-tarefa contou com o apoio de 13.984 policiais.

De acordo com a PRF, 57.879 pessoas foram alvo de algum tipo de fiscalização e 45.581 veículos foram abordados em rodovias federais durante a operação. Ao todo, foram emitidos 1.045 autos de infração para motoristas dirigindo sob influência de álcool, 498 por uso de celular ao volante e 4.719 pelo não uso do cinto de segurança. 

Em relação à operação do ano passado, o número de pessoas flagradas dirigindo embriagadas aumentou em 39%, aponta o balanço. Também para a infração do uso de celular ao volante houve um aumento de 39%, enquanto o descumprimento da norma do cinto de segurança subiu 9%.

Já os autos de infração por ultrapassagens proibidas tiveram redução 14% em relação ao ano passado, alcançando o número de 5.847, informou a PRF. Em relação aos acidentes graves, também houve queda de 5% em relação a 2020 e decréscimo de 20% em relação às mortes, registrando um total de 309 e 92, respectivamente.

A Polícia Rodoviária Federal também registrou no balanço as apreensões de entorpecentes durante a Operação Independência. Segundo o órgão, a quantidade de maconha apreendida foi 27,3 toneladas, aumento 240% na comparação com o feriado de 7 de setembro do ano passado. Já a apreensão de cocaína foi 90,9 kg, aumento de 11% em relação ao ano anterior.

A PRF informou ter recuperado 136 veículos roubados e apreendido 40 toneladas de cigarros contrabandeados.

Agência Brasil

LEIA TAMBÉM!