Esportes

Com média de um gol a cada cinco jogos, Di Santo vira alvo de críticas no Atlético

Enviado por: Redação V9 14/02/2020

(Imagem: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético)

O argentino Franco Di Santo foi contratado, em agosto do ano passado, para ser a solução para a falta de gols do Atlético. Mas o jogador não vem correspondendo e tem sido alvo de críticas. Em 29 partidas pelo Galo, o atacante balançou as redes adversárias em apenas seis oportunidades – média de quase um gol a cada cinco jogos.

Apesar das atuações ruins em 2020, Dudamel tem apostado no jogador para ser o “homem gol” do time. Dos sete jogos no ano, o argentino foi titular em seis, marcando dois gols – contra Tupynambás (5 a 0, no Independência) e URT (1 a 0, em Patos de Minas).

Ricardo Oliveira, considerado o reserva imediato, também não vive boa fase, mas pode ser a escolha de Dudamel para o jogo contra a Caldense, neste domingo (16), às 16h, pelo Campeonato Mineiro.

Tardelli

A solução para a escassez de gol pode ser Diego Tardelli. Apesar de ter marcado apenas sete gols em 47 jogos pelo Grêmio, no ano passado, o atacante pode atuar como o centroavante do Galo, assim como nas temporadas 2009/2010/2011. No período, o jogador conquistou o título do Campeonato Mineiro de 2010 e a artilharia do Campeonato Brasileiro de 2009, com 19 gols, ao lado de Adriano, do Flamengo.

Ao longo das duas passagens pelo Atlético, Tardelli disputou 219 jogos e marcou 110 gols (um gol a cada duas partidas), sendo o 15º maior artilheiro da história do clube.

Hoje em Dia

Comentários...