Esportes

Fábio Santos nega vantagem do Atlético contra reservas do Cruzeiro: ‘Conversa fiada’

Enviado por: Redação V9 14/09/2018

Fábio Santos fez um prognóstico para o clássico entre Cruzeiro e Atlético, marcado para este domingo. Fonte: Alexandre Guzanshe/E.M/D.A.Press

O técnico Mano Menezes já confirmou que o Cruzeiro não terá em campo a equipe titular contra o Atlético, domingo, às 16h, no Mineirão, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O comandante celeste, visando ao confronto contra o Boca Juniors, quarta-feira, na Argentina, pela Copa Libertadores, vai poupar as principais peças. Mas, de acordo com o lateral-esquerdo Fábio Santos, isso não torna o Alvinegro favorito ao triunfo no Gigante da Pampulha.

“Isso daí é conversa fiada. Já ganhei e perdi vários clássicos jogando com time reserva, estando em um ou no outro. É jogo grande, importante, são duas camisas pesadas, um dos principais clássicos do mundo. Então a gente sabe que, independentemente dos jogadores que estão em campo, são duas camisas grandes que têm tudo para fazer um grande clássico”, destacou o jogador.
Para o lateral-esquerdo, a motivação de disputar um jogo de tamanha importância deixará a partida atraente e competitiva, mesmo diante de um rival com o time alternativo. No primeiro turno, o cenário foi parecido: no Independência, o Galo teve dificuldades diante do Cruzeiro, escalado praticamente com reservas. O Alvinegro venceu por 1 a 0.
“Em clássico, independe se é Copa do Brasil, Libertadores, Primeira Liga, como já foi. Vários jogadores estarão em campo. A motivação é grande das duas partes, acredito que vai ser um grande jogo, competitivo, e quem tiver mais atento vai ganhar. Tomara que seja o Galo”.
Se Mano Menezes decidir poupar todos os titulares, o Cruzeiro pode entrar em campo no domingo com Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo e Marcelo Hermes; Lucas Romero e Ariel Cabral; Bruno Silva, Mancuello e David; Raniel. Outras opções ofensivas são Sassá, Rafinha e Rafael Sobis.

Gol contra o rival

O clássico contra o Cruzeiro será justamente no dia em que Fábio Santos completará 33 anos. E a expectativa é pelo primeiro gol contra o arquirrival.

“Para mim, qualquer meio a zero é importante. Em 2016, quando eu cheguei, também meu aniversário caiu dentro de um clássico e acabamos empatando em 1 a 1 no Mineirão. Tomara que a gente possa ganhar. Se fizer gol ou não fizer também, para mim não faz tanta diferença, o importante é ganhar para poder comemorar depois do jogo”, disse.

Superesportes

Comentários...