Geral

Família de grávida assassinada consegue advogados para ajudar a lutar por justiça

Enviado por: Carolina Vilela 17/07/2018

A família de Gabrielle Barcelos, de 18 anos, assassinada aos 8 meses de gravidez, em dezembro do ano passado, para ter o bebê o roubado, ganhou novas esperanças ao conseguir advogados para ajudar no processo do crime que chocou Uberlândia.

O dia-a-dia da família da Gabrielle é de correria sem fim. A mãe e a irmã da jovem se desdobram para cuidar da pequena Sophia Gabrielly.

Não bastasse as dificuldades que a tragédia impôs à família, a notícia de que o processo contra a autora do crime foi suspenso, para que Aline Roberta Fagundes seja submetida a exames de sanidade mental, deixou os familiares da vítima mais distantes ainda da justiça.

A reportagem do Chumbo Grosso sensibilizou quem viu a condição de desamparo da família. E os advogados Alexandre Guerra e Nívea Franco foram os primeiros a oferecerem apoio na área jurídica. Mas nesta visita à Rosângela Barcelos, mãe da Gabrielle, Alexandre e Nívea viram que apoio é o que a família mais precisa, em todos os sentidos.

A iniciativa dos advogados emocionou a Rosângela. E deixou a avó da bebê mais confiante para enfrentar os desafios diários nos cuidados com a menina. Sem falar na esperança que renasce na busca de justiça pela perda de Gabrielle.

Veja toda a entrevista na reportagem de Rodrigo Silva

Relembre as reportagens da TV Vitoriosa a respeito do crime

Em coletiva, Polícia Civil acredita que suspeita de matar grávida no Monte Hebron agiu sozinha

Suspeita de matar grávida acusa ex-companheiro de cometer o crime; familiares da vítima negam versão

Vândalos revoltados com assassinato de grávida ateiam fogo na casa de Aline Roberta

Veja possíveis punições legais para acusada de matar grávida e se passar por mãe do bebê

Justiça suspende processo criminal de mulher acusada de matar jovem de 18 anos que estava grávida

Comentários...