Polícia

Adolescente, de 13 anos, denuncia pai e mãe por estupro em Uberlândia

Enviado por: Darah Gomes 27/11/2019

Um casal, de 44 e 45 anos, foi denunciado por abusar sexualmente da própria filha, 13. A vítima relatou os estupros na manhã da última segunda-feira, 25, em Uberlândia.

A Polícia Militar (PM) foi acionada pela escola onde a menor estuda, após a mesma confessar ter sido estuprada pelo pai e a mãe. A adolescente contou que o crime acontece há dois anos e os pais passam a mão pelo corpo dela, além de beijar a boca, nádega, seios e vagina da garota.

A vítima contou que sempre nega a aproximação dos genitores. Sofrendo pela situação, ela já tentou suicídio diversas vezes e até já ficou oito dias sem conseguir comer nada, fato percebido e confirmado pela coordenadora pedagógica da escola. De acordo com a polícia, a adolescente apresentava diversos ferimentos e curativos no braço, além de alguns que já estavam cicatrizando.

Para os militares, a garota informou que anteriormente contou sobre o crime para a avó materna, que não quis conversar sobre o assunto. Ela acredita que o casal tenha dito para mulher que a filha estava tendo desvaneios, fazendo com que ela não acreditasse na palavra da neta.

O Conselho Tutelar esteve no local e acompanhou a vítima até o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), onde foram feitos os procedimentos de praxe.

O casal foi levado para prestar esclarecimentos na delegacia. Eles contaram que a vítima é muito quieta e vive trancada no quarto. Os pais afirmaram que a filha está fazendo tratamento psicológico e os abusos são frutos da imaginação dela. Ambos negam o crime.

De acordo com o boletim de ocorrência, a direção da escola particular informou que tomou conhecimento parcial de que a adolescente estava tendo problemas em casa com os pais. Eles chegaram a tentar entrar em contato com os dois em alguma ocasiões, mas ambos não davam muito crédito pela motivação de terem sido chamados, além de se mostrarem sempre desinteressados a ir até lá.

Na residência da família, um caderno foi apreendido. Nele a garota fala sobre o dia-a-dia e conta relatos dos abusos sofridos.

O caso será investigado.

Comentários...