Polícia

Adolescente de 15 anos revela a família que estava sendo estuprada há anos pelo pai de criação

Enviado por: Darah Gomes 17/09/2019

Um homem, de 47 anos, é suspeito de estuprar a filha de criação. A denúncia foi feita na noite desta segunda-feira, 16, no Bairro Universitário, em Uberaba, após a vítima contar para as irmãs sobre o sofrimento que estava vivendo. Até o momento o suspeito não foi localizado.

A mãe levou a filha, de 15 anos, até a Polícia Militar (PM) para relatar o caso. Ela informou que é esposa do homem, tendo três filhos com ele, de 13, 3 e 2 anos. O casal está em processo de separação há três meses e por conta disso  o suspeito ainda dorme na residência da família. A mulher disse que percebeu atitudes estranhas do homem e da filha há algum tempo, além de ter notado que sempre, ao sair para trabalhar, o marido fazia questão de ficar com as duas adolescentes. Ainda de acordo com o relato dela, recentemente ela tinha descoberto que a enteada também havia sofrido abusos sexuais do pai desde os oito anos de idade. Mas apenas na manhã desta segunda-feira, 16, que a filha dela criou coragem para contar as irmãs que estavam sendo estuprada pelo pai de criação. A vítima não soube dizer quando começou os abusos, mas confirmou que aconteciam desde que ela era criança. Para os militares, a adolescente contou que quando pedia benção do pai, ele a abraçava e lambia a orelha dela, logo em seguida pedia que a outra filha fosse comprar algo para que os dois ficassem sozinhos em casa. Segundo o relato da garota, o pai passava as mãos por todo o corpo dela, inclusive os seios e a genitália. Algumas vezes ele saia com a filha e entrava dentro de uma caminhonete, onde tentava penetrar o pênis na menina. Ela disse que sentia fortes dores e que o homem sempre tirava o pênis e concluía o ato se masturbando.

A adolescente relatou que se sentia muito constrangida e tinha medo de contar para alguém e magoar os pais. Quando ela decidiu que falaria com a mãe, ela avisou o homem através de um aplicativo de mensagens. Nesse momento, o mesmo fez diversas ameaças a garota, falando que ela estragaria a vida dele caso contasse a alguém. Essa conversa foi encontrada nos arquivos do telefone da vítima.

Militares foram até a residência, mas até o momento o suspeito não foi encontrado. A polícia continua em diligências para localiza-lo.

A família foi orientada a procurar a delegacia especializada para futuras providências.

Comentários...