Polícia

Assassinato de Rafael Miguel (SBT) e pais completa 2 meses com autor foragido

Enviado por: Carolina Vilela 14/08/2019

A polícia segue em busca de Paulo Cupertino, de 48 anos, dois meses após ele ter assassinado o ator Rafael Miguel (22), e os pais dele João Alcísio (52) e Miriam Selma (50), no bairro Pedreira, na zona sul de São Paulo.

O crime aconteceu em nove de junho, quando a família de Rafael tentou conversar com Paulo sobre o relacionamento dos filhos. Segundo relatos, ociumes doentio de Cupertino o impedia de aceitar o namoro da filha Isabela com o ator. Os três foram recebidos a tiros e morreram na entrada da residência do assassino. O pai de Isabela disparou 13 vezes, sete tiros atingiram Rafael, que tentou proteger a mãe, morta com dois tiros. O pai de Rafael foi atingido quatro vezes.

O caso ganhou grande repercussão e chocou todo o país. Nos muros da rua onde o assassinato ocorreu, pichações acusam o homem na casa em que a sua mulher e mãe de Isabela continua morando.

No início das investigações, os agentes colheram depoimentos de testemunhas e familiares, mas não conseguiram algo que ajudasse nas buscas, feitas em São Paulo e outros estados. Os advogados de defesa do suspeito também mostraram interesse em negociar uma rendição, mas até o momento nada foi feito. Em outra tentativa de fazer com que Paulo se entregasse, a Justiça bloqueou a conta bancária do assassino, mas ele permanece foragido.

A polícia acredita que Paulo Cupertino está recebendo ajuda de alguém e que pode ter mudado a aparência a fim de despistar os agentes. Diferentes retratos falados foram divulgados com os possíveis “novos rostos” do foragido.

SBT

 

Ator de Chiquititas e os pais são assassinados a tiros e sogro do jovem é suspeito

 

Polícia acredita que acusado de matar ator Rafael Miguel mudou a aparência

Comentários...