Polícia

Cantor de Uberlândia morre de AVC após ser tratado como bêbado em UAI

Enviado por: Redação V9 15/09/2020

A família do cantor uberlandense Hud Valpiano está inconsolável com a morte dele. Mãe e irmã alegam negligência no atendimento na UAI Pampulha. Segundo a família, Hudson Lúcio Ferreira teria sido largado no chão, como se estivesse bêbado ou drogado, mas morreu porque estava tendo um AVC, e a demora causou sérias complicações.

Hud Valpiano morreu este mês no Hospital Municipal. O cantor de 44 anos, que também era advogado, sentiu se mal quando estava em uma chácara com familiares. Ainda de sunga foi levado para a UAI do Bairro Pampulha.

De acordo com a família, logo o drama já vivido com a expectativa de saber o que era e tratar o mal sofrido, piorou. Eles alegam que Hudson foi deixado no chão da unidade sob as acusações de que estivesse bêbado ou drogado.

Foi necessária a intervenção de uma irmã dele para que o paciente fosse atendido. Porém, a demora no atendimento, foi a causadora da morte.

Os familiares nos procuraram com as seguintes alegações e questionamentos:

GOSTARÍAMOS DE DEIXAR A PERGUNTA PARA AQUELES “PROFISSIONAIS”, AO MAQUEIRO, QUE NÃO QUERIA DEIXAR ELE ENTRAR NA UNIDADE PORQUE ESTAVA DE SUNGA E QUE INCLUSIVE COLOCOU A MÃO NO CORAÇÃO DELE E DISSE QUE ELE ESTAVA BÊBADO E ERA PARA LEVANTAR DO CHÃO PORQUE SENÃO NÃO IRIA SER ATENDIDO. QUAL A LEI QUE EXISTE QUE QUEM ESTÁ DE SUNGA NÃO PODE RECEBER ATENDIMENTO? E QUAL A GRADUAÇÃO DELE NA ÁREA DA SAÚDE PARA DIAGNOSTICAR QUE ELE ESTAVA BÊBADO E O CORAÇÃO DELE ESTÁ BOM?!?!

E AO ENFERMEIRO DA TRIAGEM, QUE TAMBÉM DISSE QUE HUDSON ESTAVA BÊBADO E QUE SE ELE NÃO PARASSE DE DAR “PITI” NÃO SERIA ATENDIDO, MAS MINUTOS DEPOIS ESTAVA EM PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA, SERÁ QUE ELE CONTINUA ATENDENDO DESSA FORMA GROTESCA E DESUMANA?!?! QUE TIPO DE ORIENTAÇÃO SOBRE ESSA CONDUTA ELE RECEBEU?

Dona Clécia é a mãe e está inconsolável. Ela relata como tudo aconteceu e chora ao lembrar do filho.

 

Comentários...