Polícia

Discussão por furto de bebida acaba em disparos de arma de fogo em bar de Uberlândia

Enviado por: Redação V9 11/09/2019

Uma discussão acabou em disparos de arma de fogo em um bar na Avenida João Naves de Ávila, Bairro Cazeca, região central de Uberlândia. Testemunhas informaram que três pessoas haviam furtado uma garrafa de bebida alcoólica no local e, ao serem questionados pelo segurança, um deles teria atirado contra o funcionário.

Seguranças relataram que três pessoas chegaram no local na noite de terça-feira, 10, e consumiram bebidas alcoólicas até 2h30 do dia seguinte. Até que eles levantaram, foram até o balcão e aproveitaram a distração do vendedor para furtar uma garrafa de whisky. O trio voltou com a bebida para mesa e o gerente do bar informou aos seguranças, que confirmaram o crime pelas câmeras de monitoramento. O funcionário foi até os jovens e questionou sobre o furto, mas todos negaram. O segurança mostrou as imagens aos suspeitos, que resolveram pagar R$ 500 pela bebida desde que não acionasse a Polícia Militar (PM). Nesse momento, segundo os relatos, um dos três suspeitos começou a fazer ameaças e ligou para uma pessoa, pedindo que o indivíduo fosse até lá e levasse um “negócio”. Após 10 minutos, uma caminhonete Hillux chegou e o motorista entregou uma arma de fogo ao homem que havia feito a ligação. O suspeito efetuou vários disparos na direção dos seguranças e clientes que estavam no local. Uma guarnição policial que estava nas proximidades ouviu os tiros e foi até o estabelecimento. Eles chegaram a tempo de anotar a placa dos suspeitos, que foi informada a outros militares via rádio.

A polícia localizou o endereço de cadastro do veículo, que constava ser no Bairro Aclimação. O suspeito foi encontrado na porta da residência e confirmou que havia recebido uma ligação do filho, mas disse que apenas pegou o jovem e voltaram para casa. Ele foi preso em flagrante suspeito de homicídio tentado por possivelmente ter levado a arma do crime. O autor dos disparos ainda não foi encontrado.

A caminhonete estava estacionada e foi apreendida por possivelmente ter sido usada em ação criminosa.

De acordo com a perícia, os projeteis atingiram uma parede, o portão de acesso ao estabelecimento e um veículo Sandero. As cápsulas foram recolhidas. A Polícia Civil (PC) vai investigar o caso.

Comentários...