Polícia

Funcionária diz ter sido estuprada pelo patrão, que nega a denúncia, em Uberlândia

Enviado por: Redação V9 06/06/2019

Um homem foi preso em Uberlândia após ter sido acusado de estupro por uma funcionária dele. A vítima deu detalhes de como teria sido assediada no ambiente de trabalho. O homem nega as acusações.

“Ele segurou no meu braço querendo me arrastar pra perto do quarto. Na hora que eu vi que ele tava me arrastando pra perto do quarto eu comecei a me conter, a segurar. Ele me jogou na parede, segurou no meu pescoço, que até tem marcas, e me beijou à força. Eu comecei a empurrá-lo, peguei minhas coisas e fui embora, e chamei a polícia”, disse a jovem, de 26 anos.

Com um arranhão no pescoço ela disse ter sido abordada assim que chegou para trabalhar no comércio dele, no Bairro Morada Nova. Segundo a funcionária, o empresário tentou fazer a mesma coisa um mês atrás e agora fez a denúncia. “Ele pediu desculpa, falou que não iria fazer mais isso. E eu acreditei e continuei, pois preciso do trabalho”, disse.

Ela também disse que tinha respeito pelo patrão e o considerava como um pai. Ela chegou a contar sobre a primeira investida do patrão a um filho dele, mas eles conversaram e ela decidiu desconsiderar.

Sem esconder o rosto, o comerciante, de 65 anos, disse à nossa reportagem que ele é quem estaria sendo vítima de uma falsa denúncia. “Eu trato ela como uma filha. Não tenho nada contra ela. Ela está sendo talvez induzida a falar isso, porque não tem nada.”

Veja na reportagem de Carlos Vilela

Comentários...