Polícia

Homem é morto com golpe de faca no pescoço e suspeito é preso ao confessar o crime

Enviado por: Redação V9 31/03/2021

Um homem foi assassinado com um golpe fatal no pescoço, esta madrugada de quarta-feira, 31, na Rua José Rezende Costa, Bairro Saraiva, em Uberlândia. O suspeito confessou o crime e foi preso.

A vítima é um morador de rua, identificado como Fabiano Barbosa de Abreu, de 44 anos. Ele foi morto com um golpe de faca no pescoço. O golpe foi desferido dentro da casa do suspeito, segundo este próprio jovem confessou à Polícia Militar (PM) e para a nossa reportagem. O suspeito é Mário Ferreira Dias, de 23 anos.

Questionado pela nossa equipe se ele tinha algum envolvimento com o homicídio, ele disse: “sim, senhor”. À PM ele também teria confessado de imediato, conforme relatos do Cabo Maestri.

Ainda segundo o suspeito, a vítima estava tentando roubar dentro da casa dele. “Ele tentou me acertar com a enxada eu acertei ele com a faca”, disse.

A vítima saiu correndo pela rua, pedindo socorro. De acordo com a PM, Fabiano tinha passagens por furto e outros. Já o suspeito não tinha nenhuma passagem e afirmou ter jogado a faca fora.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, um chamado indicava que uma pessoa estava toda suja de sangue e pedia ajuda. Na chegada do socorro a vítima já estava sem sinais vitais. O homem tinha uma perfuração no pescoço do lado direito, provocado por um objeto perfurante, não localizado.

Os policiais saíram em patrulhamento, localizaram e prenderam o suposto autor depois que ele confessou o crime. Ele estava em uma residência abandonada, próxima ao local do homicídio. Com ele estava um segundo jovem, de 21 anos. Ele afirmou à nossa equipe que “apenas” presenciou a vítima correndo, mas não tinha ligação com o assassinato.

No entanto para a polícia, o primeiro preso disse que o segundo suspeito jogou a faca na vítima, vindo a atingi-la no pescoço. O perito compareceu no local do fato e realizou os trabalhos. O corpo foi removido ao IML. O autor do homicídio foi encaminhado à delegacia de polícia.

Everton Fernandes

 

Comentários...