Polícia

Homem em situação de rua é achado morto com sinais de violência no rosto

Enviado por: Carolina Vilela 06/11/2019

O corpo de um homem de 56 anos, que vivia em situação de rua em Uberlândia, foi encontrado na noite desta terça-feira, 5, na Avenida Afonso Pena, Bairro Umuarama, próximo à linha férrea. A Polícia Militar (PM) informou não haver sinais de violência, ao contrário do Corpo de Bombeiros, que constatou traumas diversos, principalmente no rosto da vítima.

José Vicente da Silva vivia com um cachorro de estimação na rua e não costumava se enturmar muito com os demais moradores de rua. Responsáveis por uma ONG de ajuda a pessoas em situação de rua conversaram com a nossa equipe e contaram como ele era querido, tinha dom de fazer crochê e fazia tapetes e chapéus para as mulheres, mesmo já não enxergando mais. O trabalho ajudava a ter uma renda para se manter.

Outros moradores de rua informaram aos voluntários da ONG que José estava caído em um canto. Aparentemente ele não apresentava sinais vitais e os bombeiros foram acionados. Os socorristas constataram traumas diversos, estava inconsciente e com lesões graves no rosto. No boletim de atendimento consta que os ferimentos seriam, possivelmente provocados por agressões.

Ele estava em parada cardiorrespiratória. Foram feitas manobras de ressuscitação, mas o quadro não foi revertido.

Um morador das imediações voltava da academia e disse, sem se identificar, que viu o homem sendo agredido por outro morador de rua. “Ele dava vários chutes na cabeça dele, pisava na cabeça dele. E falava assim: ‘tira esse cara daqui, senão eu vou matar ele’. Dava pra perceber que o cara (vítima) estava tão alcoolizado, que não tinha reação. mesmo se ele quisesse levantar pra ir embora, ele não conseguia. Eram agressões bem covardes.”

O caso será encaminhado à Polícia Civil.

Comentários...