Polícia

Mãe de criança estuprada pelo padrasto tinha conhecimento dos abusos, diz polícia

Enviado por: Redação V9 13/05/2019

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, 13, a Polícia Civil de Uberlândia deu mais detalhes a respeito da prisão do homem suspeito de abusar sexualmente da enteada de apenas 11 anos, que chegou a engravidar. A mãe da criança tinha conhecimento dos fatos e teria tentado acobertar o ocorrido.

A delegada Alessandra Rodrigues afirmou que recebeu a denúncia do caso no mês de março, por parte do Conselho Tutelar. A princípio, existia a suspeita de que os abusos foram cometidos por um professor da menina, mas com o decorrer das investigações, foi confirmado que o principal suspeito seria o próprio padrasto da criança, identificado como Gilberto da Silva Corrêa, de 26 anos, após depoimentos prestados pela vítima.

Rodrigues disse que o mais chamou a atenção deste caso é que a própria mãe da criança teria conhecimento do fato, mas que tentou acobertar o ocorrido para evitar a prisão do padrasto, ao dizer que o abuso foi cometido por um professor da criança e induzi-la a mentir durante os depoimentos.

“Eu não acredito que essa história foi inventada pela criança, não acredito que ela teria condições de ter criado tantos detalhes. Eu acredito, sim, que foi criado tanto pela mãe quanto pelo padrasto pra livrar o padrasto da prisão”, disse a delegada.

Rodrigues explicou que a criança foi encaminhada para um abrigo, mas que depois, voltou a viver com a mãe, que assinou um termo em que não deixaria que a filha se aproximar do padrasto e mais tarde, passou pelo procedimento de aborto, concedido pela justiça.

No entanto, a vítima relatou para a polícia que após passar pelo procedimento, o suspeito teria pedido à sua mãe que voltasse a viver com as duas, que haviam se mudado para Araguari.

“Durante as investigações, descobrimos que o autor também estaria em Araguari. E em conversa com a vítima, ela teria afirmado que desde quando ela teria feito o aborto e ido para Araguari, esse autor não a teria deixado em paz, tentando convencer a mãe pra morar com ele e eles formarem uma família novamente”, disse a delegada.

O inquérito do caso já foi concluído e o suspeito já está preso preventivamente em Araguari.

Você confere a reportagem completa do caso no programa Chumbo Grosso desta terça-feira, 14, às sete da manhã.

Saiba Mais

Padrasto que estuprou e engravidou criança de 11 anos é preso pela PC de Araguari

Informações: Carlos Vilela

Comentários...