Polícia

Mulher achada enterrada tinha tiros na cabeça e caso pode ter ligação com outro desaparecimento

Enviado por: Carolina Vilela 27/11/2020

Recentemente noticiamos o desaparecimento de duas mulheres: a manicure Cristiane Gomes Ribeiro e Maria Tereza Rocha. Nós fomos falar com o delegado chefe da PC Marcos Tadeu sobre os casos.

No primeiro caso, da Maria Tereza, que desapareceu dia 13 de novembro, o inquérito foi concluído e aponta homicídio. A mulher saiu de casa às 2h57 da manhã, para buscar o filho na casa do ex-marido, no mesmo Bairro onde ela morava, Taiaman e nunca mais foi vista. Onze dias depois, uma denúncia indicava a localização exata do corpo. Ele estava enterrado a quase 2m de profundidade próximo a uma fazenda na Rodovia Neuza Rezende, em Uberlândia. A perícia constatou perfurações contundentes, de tiros, na cabeça de Maria Tereza. A Polícia Civil agora procura o autor do assassinato para descobrir a motivação.

O segundo caso é o desaparecimento de Cristiane Ribeiro, no dia 19. Ela sumiu depois que saiu do Bairro Jardim Brasília, onde mora, por volta de 21h, com o namorado que conheceu em uma festa dias antes. Eles estavam de moto e seguiram sentido ao Bairro Élisson Prieto, antigo Glória. Segundo uma amiga íntima de Cristiane o homem se chama Anderson Vinícius, mas ninguém o conhece. A mulher ainda está desaparecida. Informações podem ser repassadas à Polícia pelo 181 ou 190, ou pelos telefones: Vitória (34) 9-9794-3236 ou Tatiane Vieira (34) 9-9234-6055.

O delegado Marcos Tadeu disse que não pode revelar muitos detalhes, mas acredita que os crimes possam ter uma ligação.

Comentários...