Polícia

Mulher é morta no Bairro Esperança por dívida de R$ 20 a mando do comando do tráfico

Enviado por: Carolina Vilela 14/08/2019

Uma mulher, supostamente garota de programa, foi assassinada a pedradas na cabeça no Bairro Esperança, em Uberlândia. O assassino confesso foi quem acionou a Polícia Militar (PM) dizendo ter matado a vítima a mando do comando do tráfico de drogas. O suspeito, Adriano Calixto de Oliveira, de 42 anos, indicou o local do crime e onde aguardaria a chegada dos militares, e foi preso em flagrante.

O crime aconteceu na tarde desta terça-feira, 13, em uma mata no cruzamento da Avenida Alexandrino Alves Vieira com a Avenida Elis Regina, na divisa com o Bairro Liberdade, na zona norte da cidade. O homem disse que chamou a vítima para fazer um programa sexual sem que ela soubesse que o contato foi encomendado por um traficante de uma boca de fumo local. O homem esperou que a mulher tirasse a roupa e começou a enforcá-la. Em seguida efetuou vários golpes de pedra na cabeça dela.

A vítima segue sem identificação no Instituto Médico Legal (IML). Segundo a Polícia ela é negra e aparenta ter entre 28 e 35 anos.

O preso não informou quem foi o mandante do crime.

Dívida de R$ 20 era referente a 4 pedras de crack

Em conversa posterior com a polícia, o autor disse que a vítima tinha uma dívida de R$ 20 com a traficante mandante do crime, referentes a quatro pedras de crack. Para cometer o homicídio Adriano Calixto disse ter recebido uma certa quantia de cocaína, mas já havia consumido a droga antes de cometer o crime.

Comentários...