Polícia

Polícia afirma que presidente da Câmara de Ituiutaba teve envolvimento na morte de pré-candidato

Enviado por: Darah Gomes 26/10/2020

Leandro Xavier

A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira, 26, novas informações sobre a morte de Leandro Xavier, empresário e pré-candidato a vereador de Ituiutaba. As investigação apuraram que Francisco Tomaz de Oliveira Filho (PTB), conhecido como Chiquinho, foi o mandante do crime. Ele chegou a ser preso, mas pagou fiança e já foi liberado. Um homem, identificado como Ronair Barbosa, já tinha sido preso suspeito de realizar os disparos contra a vítima.

O delegado regional, Carlos Fernandes, informou que houve duas linhas de investigação. A primeira era um assassinato motivado por brigas envolvendo a vítima, já a segunda era por conta do posicionamento político de Leandro. Durante o início da apuração, Ronair foi preso com uma arma de fogo. A perícia constatou que a pistola apreendida foi utilizada no crime. Os policiais concluíram que o homem foi pago para assassinar o pré-candidato, sendo que o trabalho foi possivelmente um pedido do atual presidente da Câmara, Francisco Tomaz. Os investigadores apontam que a vítima sempre criticou o trabalho do parlamentar e o estopim que teria motivado o homicídio seria um vídeo que Leandro gravou proferindo xingamentos ao vereador.

Francisco Tomaz

A equipe policial cumpriu quatro mandados de busca e apreensão, sendo em três endereços do vereador investigado. O parlamentar foi abordado na rua e levado para residência, onde os agentes apreenderam um revólver calibre .38 sem registro e uma pistola registrada. No carro dele também foi encontrada uma pistola 9mm que ele não tinha autorização para porte.

Francisco foi preso em flagrante por suspeita de porte ilegal de arma de fogo, mas pagou fiança de R$20 mil e foi liberado. Ele está concorrendo a reeleição. Ronair continua preso à disposição da Justiça.

O material apreendido ajudará a polícia a concluir o inquérito.

V9 entrou em contato com a assessoria de comunicação da Câmara de Ituiutaba, mas uma das funcionárias informou que a pessoa que poderia responder sobre o assunto já tinha ido embora. Nossa equipe também tentou entrar em contato com Francisco, mas nossas ligações não foram atendidas.

Cargo na Câmara

De acordo com o delegado regional Carlos Fernandes, Ronair foi contratado como segurança na Câmara em 2015, quando Francisco foi presidente da Casa pela primeira vez. Ele também já prestou serviços particulares na mesma área para o parlamentar.

O crime

O homicídio aconteceu no dia 10 de junho no estabelecimento da vítima, localizado na Avenida Minas Gerais. O suspeito estava em uma motocicleta, subiu o veículo na calçada e atirou várias vezes contra Leandro. O homem foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

De acordo com a PC, poucos dias antes da morte de Leandro, o empresário colocou câmeras de segurança no estabelecimento em que chefiava. As imagens mostraram o suspeito de executar o crime passando com o veículo pelo menos seis vezes na porta do local antes de realizar os disparos.

 

Comentários...