Polícia

Polícia Civil continua investigando caso de empresário morto no Vigilato Pereira

Enviado por: Augusto Ikeda 06/12/2018

A Polícia Civil ainda continua investigando o assassinato do empresário Cairo Luiz Borges Mendes, de 60 anos, que foi morto a tiros na madrugada do dia 6 de outubro de 2017. Ele trabalhava no ramo financeiro.

Fábio Ruz, delegado de homicídios da Polícia Civil, explicou que os negócios complexos do empresário afetaram as investigações do caso.

“Esse é um caso extremamente complexo. Foi instaurado inquérito policial, e na verdade, por ser uma pessoa que tinha vários negócios que operava no ramo financeiro, tinha uma certa complexidade e acabou trazendo pra investigação da morte dele”, disse.

O delegado explicou que várias linhas investigativas já foram usadas para solucionar o caso e que algumas diligências estão em andamento, mas disse que não pode dar mais detalhes para não atrapalhar as investigações que estão em andamento.

Relembre o caso

Cairo Borges foi baleado enquanto dirigia na Rua Tabajaras, no Bairro Vigilato Pereira. Após ser alvejado, o empresário bateu na traseira de uma picape até acertar um poste. Ele chegou a ser encaminhado para atendimento médico até o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), mas não resistiu e faleceu.

O veículo que teria sido usado pelos suspeitos foi encontrado mais tarde em chamas. O advogado do empresário relatou que ele estava recebendo ameaças de morte por conta de dívidas.

Empresário do ramo financeiro é baleado enquanto dirigia e morre no HC-UFU

Informações: Léo Carvalho e Lourival Santos

Comentários...