Polícia

Semana de Prevenção às Drogas alcança público recorde em Minas

Enviado por: Redação V9 30/06/2020

A Semana de Prevenção às Drogas, realizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) entre os dias 22 e 26 de junho, alcançou cerca de 18 mil pessoas em todas as regiões mineiras. Cinco transmissões ao vivo deram destaque a práticas que promovem a saúde e a valorização da vida, principalmente de jovens e adolescentes, além de trabalhar habilidades socioemocionais fundamentais para prevenir o uso/abuso de álcool, tabaco e outras drogas.

O público participou das transmissões ao vivo por salas de bate papo, realizadas no Facebook e YouTube. A programação contou com a participação de vários representantes dos campos de Cultura, Esporte e Espiritualidade. A subsecretária de Políticas Sobre Drogas, Soraya Romina, destaca que o principal objetivo foi mobilizar a população mineira para que cada um assuma e se comprometa com uma postura de prevenção ao uso/abuso de álcool, tabaco e drogas.

“Se, por um lado, a pandemia traz desafios, por outro, ela amplia nossas perspectivas de atuação. Conseguir viabilizar essa Semana de Prevenção é motivo de muito orgulho e alegria: por meio de diferentes ferramentas de comunicação virtual, pudemos, de fato, interagir com nosso público, que são os jovens e adolescentes. Todo o esforço que fizemos e continuaremos a fazer é para transformar Minas Gerais em um território de prevenção às drogas”, afirma.

Cultura, Esporte e Espiritualidade

A interação teve como base a temática da campanha deste ano: “Eu Acredito É Na Rapaziada”. Para fortalecer as relações com o público jovem e gerar mais identificação com o conteúdo transmitido, a Semana de Prevenção às Drogas contou com a participação de agentes e influenciadores da sociedade civil que atuam em projetos culturais, esportivos e religiosos.

O DJ e membro da Associação Brasil Sustentável, Leandro Rallo, participou da live “Expressão Cultural e Prevenção: Tudo a ver”. Para ele, a abordagem por plataformas virtuais foi uma grande aliada para o sucesso da campanha. “O preconceito sobre o assunto só aumenta a tensão entre a família e a sociedade, e essa interação virtual é a forma mais adequada para alcançar o diálogo sobre assuntos relacionados ao uso de drogas lícitas e ilícitas. Espero que consigamos dar sequência à batalha pela saúde física e mental”, explica.

A participante da live de prevenção às drogas pelo esporte, Mariane Borboleta, atleta de tênis e ex-bolsista do programa Bolsa Atleta, reforçou a importância e influência do esporte nas ações contra as drogas. “Precisamos de incentivo e apoio, tanto de familiares como do poder público. Quanto mais pessoas compartilharem as experiências de vidas com o esporte, mais alcançaremos crianças que têm o mesmo sonho, e poderemos afastá-las de álcool e drogas”, afirma.

Mário Carvalho, que atua com projetos em comunidades terapêuticas para acolhimento e tratamento de dependentes químicos, ressalta que a programação foi bastante apreciada pelos acolhidos das instituições. “Pra mim, essa foi uma das semanas mais enriquecedoras em termos de conteúdo e aprendizado. Retransmitimos para os acolhidos a live da expressão cultural, e isso mexeu com eles. Todos gostaram muito. Espero que esse trabalho tenha sequência, com mais campanhas com esse mesmo nível de aprendizado e conhecimento”, relata.

Oficinas

A Semana de Prevenção às Drogas também teve participação da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). Foram realizadas mais de 120 oficinas em 28 unidades de internação e semiliberdade do sistema socioeducativo. Os acolhidos participaram de 33 palestras, em que foram desenvolvidas atividades de jogos e música.

Agência Minas

Comentários...