Política

Inscrições para o ‘Mutirão Direito a Ter Pai’ estão abertas até 4/10, em Uberlândia

Enviado por: Redação V9 11/09/2019

Mais uma edição do Mutirão do Direito a Ter Pai será realizada em Uberlândia no dia 25 de outubro. As inscrições estão abertas e seguem até o dia 04 de outubro. Os interessados devem comparecer, de segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 12h, na Avenida Fernando Vilela, nº 1313, Bairro Martins, enquanto houver vagas.

O coordenador local da Defensoria Pública, Clayton Rodrigues Sabino Barbosa, informou que há uma demanda já de 1.612 pedidos de reconhecimento de paternidade e o Mutirão atua no sentido de dar vazão aos pedidos. Entre as ações realizadas pelo Mutirão estão o reconhecimento sócio-afetivo de maternidade ou paternidade, ações de investigações de paternidade, exames de DNA e emissão imediata do novo Registro Civil identificando paternidade.

O defensor público Clayton Barbosa informou também sobre dois outros programas realizados pela Defensoria Pública: Núcleo de Saúde Prisional, com 3 defensores públicos e duas equipes médicas, os defensores atendem mais de 70% das necessidades dos presos para remédios ou cirurgias sem necessidade de ação judicial e, as equipes médicas, através de acordo com a Prefeitura Municipal, atendem mais de 85% dos casos resolvendo-os dentro dos presídios; o programa que existe apenas em Uberlândia e o  pretendem levar a todo Brasil como o Mutirão do Direito a Ter Pai.

O coordenador regional da Defensoria Pública, defensor público Evaldo Gonçalves da Cunha, disse que em toda região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba serão realizados mutirões para dar dignidades às famílias gratuitamente. Evaldo Cunha  pediu ao Legislativo a prorrogação do prazo para construção da sede da Defensoria Pública próxima ao Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual e o Fórum local; isso se faz necessário porque o tempo político para a construção está próximo do fim sendo que o deputado federal e deputados estaduais de Uberlândia já se comprometeram para o projeto  tornar realidade.

Comentários...