Política

Oito dos 11 vereadores presos foram soltos nesta terça-feira, 14, em Uberlândia

Enviado por: Redação V9 15/01/2020

Oito vereadores presos foram soltos na noite desta terça-feira, 14, após o Supremo Trinal da Justiça (STJ) publicar um habeas corpus. Os parlamentares estavam no Presídio Jacy de Assis desde o dia 16 de dezembro.

Antes de serem liberados do presídio, os advogados de cada um entregaram as roupas dos clientes aos agentes penitenciários e por volta das 22 horas o primeiro saiu. Mastroiano Alves (o doca), em seguida Ronaldo Alves, Wender Marques, Helvico Queiroz (o vico), que preferiu tampar o rosto, e logo depois o Rode Borges, Silésio Miranda, Pâmela Volp e por último o Ceará.

Silésio foi o único a falar com a imprensa e afirmou que o gabinete dele não cometeu nenhum crime. “Nós vamos fazer a nossa defesa e mostrar que o nosso gabinete não fez nada de errado”, afirmou o vereador. Ele preferiu não comentar muito sobre o caso por ele estar em segredo de justiça.

Os parlamentares Hélio Ferraz (o baiano), Alexandre Nogueira e Juliano Modesto continuam presos, pois a determinação judicial concedeu habeas corpus somente àqueles vereadores presos na Operação Má Impressão. Os três são investigados em outros casos do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Acompanhe o caso

Vereadores passam a noite na prisão e são ouvidos pelo Ministério Público hoje, 17
Informações sobre “rachadinhas” e fraude nos abastecimentos dos veículos aparecem nos depoimentos
Penalidades e acordos começam a ser desenhados nas oitivas dos vereadores presos
Mais 11 vereadores têm prisão temporária convertida em preventiva; são 14 no total
TJMG nega pedidos de habeas corpus de 5 vereadores de Uberlândia
STJ expede pedido de liberdade a três vereadores de Uberlândia
Mais 8 vereadores presos em Uberlândia têm liberdade concedida pela justiça

Comentários...