Política

Vereador Márcio Nobre é ouvido em audiência sobre improbidade administrativa

Enviado por: Redação V9 21/09/2017

Vereador Márcio Nobre e testemunhas foram ouvidas na Audiência de Instrução

O vereador márcio nobre foi ouvido em uma audiência de instrução na tarde desta quarta-feira, 20, no processo em que ele é denunciado por improbidade com a realização do 8º Casamento Comunitário em 2013, em Uberlândia.

A audiência de instrução e julgamento da Ação Civil Pública aconteceu na 1ª Vara da Fazenda Pública de Uberlândia. O juiz João Elcyr Mota Ferreira ouviu primeiro os dois investigados na ação: o vereador Márcio Nobre e o ex-assessor dele, André Hilário.

Depois foram ouvidas as testemunhas de ambos, além das indicadas pelo promotor de defesa do patrimônio público, Luiz Henrique Borsari, já que o processo foi ingressado pelo Ministério Público Estadual.

Na época o vereador era presidente da Câmara. Em agosto de 2016 o MP ingressou com ação criminal contra Márcio Nobre por falsificação de documentos particulares e por uso de documentos falsos neste mesmo caso.

A Ação de Improbidade aponta que o vereador realizou o casamento comunitário valendo-se da estrutura pública disponibilizado pelo cargo de presidente da câmara para promoção pessoal. O promotor pede que Márcio Nobre seja condenado a multa além de ter a suspensão dos direitos políticos por cinco anos e perda da função pública. Uma das testemunhas na audiência foi o presidente da Icasu, já que a ONG teria um convênio com o município e, na época, teria recebido R$ 136 mil para realizar o casamento.

A denúncia é que este pagamento foi feito com dinheiro público. O presidente afirma que o dinheiro foi devolvido.

Depois da audiência que durou mais de cinco horas, o vereador márcio nobre não quis comentar detalhes do caso, mas afirmou que espera por justiça.

O meu desejo e que se esclareça tudo e que a justiça prevaleça.Eu estou sendo vítima. Todo mundo sabe dessa história há quatro anos nós realizamos a 8ª edição do casamento comunitário e já estamos na 11ª. Nós nunca utilizamos recursos públicos

O ex-assessor dele, André Hilário não quis gravar entrevista, apenas comentou que está tranquilo em relação ao caso. O promotor de justiça também preferiu não se pronunciar. A sentença do juiz João Ecyr deve ser proferida nos próximos dias.

Camila Rabelo

Comentários...