Porque fazer terapia?

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

A terapia consiste em um conjunto de práticas terapêuticas entre um paciente e psicólogo com a intenção de diminuir sofrimentos, interpretar os eventos e acontecimentos da vida de uma pessoa

A terapia é recomendada para qualquer pessoa que deseja melhorar aspectos emocionais em sua vida e não somente para quem tem algum tipo de transtorno mental. O terapeuta tem a função de auxiliar o paciente na busca por respostas, fazendo-o entender o porquê do surgimento de certos pensamentos e atitudes.

A terapia é recomendada a partir do momento em que temos dificuldades para lidar com o nosso dia a dia, traumas como a morte de um ente querido, um abuso sexual, doenças médicas e desordens emocionais, como a depressão, ansiedade, livrar-se de dependências químicas, medos, tristeza, angústia, rendimento no trabalho que está baixo, as relações estão difíceis, distúrbios alimentares e outros.

Quando esses momentos começarem a ser constantes em sua vida e não tiver melhora com o passar do tempo é o momento de procurar ajuda, e quanto mais cedo se diagnostica mais rápido será o tratamento do problema.

Uma das dúvidas é o que psicólogo faz na primeira consulta? Na primeira consulta o profissional irá fazer algumas perguntas básicas para iniciar a conversa: o seu nome, o que você faz, com o que trabalha, se é casado e tem filhos etc, a principal delas: os motivos que levaram você a procurar por um psicólogo.

É na sessão de terapia que a relação terapêutica entre terapeuta e paciente interage entre si: ambos falam, argumentam, escutam atentamente um ao outro e saem ao final da sessão, cada qual com uma expectativa.

Buscar por ajuda psicológica é algo temido por muitas pessoas, que a consideram uma escolha de “gente maluca”. Na verdade, é bem pelo contrário: a terapia auxilia qualquer pessoa que deseja ter uma relação mais saudável consigo mesmo e com outras pessoas ao seu redor.

Cada vez mais vivemos em um mundo acelerado, com diversas mudanças ao longo dos anos, muitas pessoas sentem-se frustradas, ansiosas ou, até mesmo, depressivas. Por isso, é mais do que necessário dar a devida atenção à nossa saúde mental.

O psicoterapeuta pode lhe auxiliar na promoção de saúde mental, independente do grau de adoecimento psíquico. Muitos esperam chegar em uma situação limite para buscar ajuda. Porém pode-se diminuir muito o sofrimento se a pessoa ao perceber certo sofrimento psicológico, como a tristeza e a angústia buscasse um profissional qualificado.

O papel do psicólogo é criar uma facilitação para que a pessoa verbalize e tenha autoconsciência de si mesma. Vale lembrar que sua função não é a de dar conselhos e sim, percepções e caminhos de acordo com a situação.

Fazer psicoterapia possibilita o autoconhecimento, a solução de conflitos e a melhora da saúde mental. É nela que o paciente olha para si mesmo e pensa nas razões que levam a determinados pensamentos ou atitudes em relação a uma área de sua vida. A partir de conversas e abordagens, a terapia torna possível a conscientização do passado de uma pessoa, o que geralmente influencia em quem ela é hoje.

A psicoterapia também concretiza a autoaceitação da situação do paciente, que com o autoconhecimento pode tomar atitudes e ter comportamentos mais assertivos, possibilitando uma maior qualidade de vida.

Muitas pessoas não conseguem superar esse momento de suas vidas sozinhas. Logo, um profissional pode ajudá-las a seguir com suas vidas e com as mudanças que virão a surgir. Uma mágoa pode surgir após muito tempo por conta de um fato que ocorreu anos atrás. Isso pode abalar a vida dessa pessoa, que ao fazer terapia aprenderá a conviver com a sua própria história e ainda poderá aproveitar novas possibilidades que surgirem.

No momento em que uma pessoa, com o auxílio de um psicólogo, começa a fazer terapia ela começa a criar novas atitudes e comportamentos que começam a desenvolver a felicidade, confiança em si mesma, controle sobre as relações próximas e seus pensamentos.

Vamos quebrar alguns tabus e procure ajuda profissional.

LEIA TAMBÉM!