Ilegal ou imoral? Câmara Municipal de Uberlândia discute volta de verba indenizatória

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

A Câmara Municipal de Uberlândia articula a volta da Verba Indenizatória

O Vereador Sérgio do Bom Preço, Presidente da Câmara Municipal de Uberlândia, na companhia do Procurador Jurídico do Legislativo, Ricardo Franco Santos, reuniram-se com o Promotor de Justiça, Luiz Henrique Borsari para se certificarem sobre a legalidade do projeto.

A maioria dos Vereadores assinou um requerimento, onde se estabelece que o Plenário da Câmara solicita a Mesa Diretora da casa para estabelecer o benefício.

A Proposta apresentada prevê que a nova verba indenizatória seja concedida da seguinte maneira:

– Locação de um carro popular para cada vereador

– 250 Litros de combustível mês (não acumulativo)

 A verba seria de livre aceite ou não de cada vereador

A Redação do V9 VITORIOSA, fez orçamento de locação de veículo em três Locadoras da cidade de Uberlândia.

O valor mais em conta foi de R$2.937,00 por 30 dias de locação, veículo popular com ar condicionado e 5000 km de autonomia, além de seguro.

Com relação aos 250 litros de combustível, foi realizada consulta em três Postos de Combustível de Uberlândia. O valor mais em conta foi de R$5,95 o litro de gasolina, ao final do mês o gasto de combustível seria de R$1.487,50, por automóvel.

Somadas às duas despesas, locação e combustível, o valor gasto mensalmente com os 27 Vereadores seria de R$119.461,50,sendo R$4.424,50 por cada parlamentar.

Ao final de um ano seriam gastos R$1.433.538,00 com esta nova Verba Indenizatória, recurso que poderia ser aplicado na saúde, educação e tantas outras demandas da população.

OPINIÃO V9 VITORIOSA

Poderá não ser ilegal, mas com certeza é IMORAL o estabelecimento desta verba indenizatória, não apenas pela pandemia, antes dela, também seria.

LEIA TAMBÉM!