Mulher é indiciada pela Polícia Civil por morte do próprio irmão em Uberaba

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) indiciou três pessoas pelo homicídio do irmão de uma das suspeitas. Foi apurado que uma mulher, o companheiro dela e uma amiga teriam cometido o crime, na cidade de Uberaba, Triângulo Mineiro, para que a irmã ficasse com toda a herança deixada pela mãe, que havia morrido dias antes.

Além de envolvimento no homicídio, a irmã tentou ludibriar a investigação criminal. Ela procurou a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa em Uberaba, em 2017, relatando que o irmão teria sido morto, em 2015, pelo ex-companheiro e uma amiga. Segundo a mulher, o corpo da vítima foi enterrado na área de serviço da própria residência do casal, sendo o chão coberto com concreto.

A partir disso, a PCMG iniciou as investigações, localizou o corpo e indiciou os dois suspeitos apontados pela irmã, que se encontram foragidos da Justiça. A polícia tentou informar à mulher sobre o procedimento, entretanto os contatos dela estavam desatualizados. Por meio de levantamentos, policiais civis apuraram que ela também havia participado da morte do irmão.

De acordo com as investigações, a suspeita arquitetou a morte com o companheiro e uma amiga. O trio teria amarrado a vítima em uma cadeira na sala da casa, onde permaneceu por cinco dias sem comida e sem água. Um dia, a mulher se sentou no colo do irmão, que estava com uma fita na boca, e o sufocou tampando o nariz dele.

Com isso, tanto os dois suspeitos identificados inicialmente quanto a irmã da vítima foram indiciados pelo crime de homicídio.

Polícia Civil MG

LEIA TAMBÉM!