Neto mata avô decapitado e joga cabeça próximo a córrego em GO

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

A Polícia Civil de Goiás, por meio do Grupo de Investigação de Homicídios autuou em flagrante, na manhã de quarta-feira (1), um jovem de 19 anos, pelo assassinato de seu avô, ocorrido na cidade de Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia.

A equipe de policiais foi até a residência do idoso, ainda na data de 31 de agosto, após ser acionada para averiguar uma denúncia de que um corpo decapitado teria sido encontrado. No local, o filho e o neto da vítima, um idoso de 82 anos, relataram que um vizinho que costumeiramente ia à casa do homem achou estranho o portão trancado e o fato de que ele não atendia o telefone.

O vizinho, então, contatou a família, que foi até o local e descobriu o corpo do idoso, sem cabeça, caído na porta da sala. Após a apuração, foram obtidos indícios veementes de que o próprio neto, de 19 anos, que estava no local como testemunha foi, na realidade, o autor da conduta.

Ele indicou à polícia onde jogou a cabeça do avô, que estava a alguns quilômetros de distância do local do crime, numa região de mata no Jardim Canedo III. A cabeça foi encontrada também na manhã de quarta (1), e estava em uma sacola e foi jogada perto de um córrego.

O jovem contou à Polícia Civil que cometeu o crime porque acredita que o idoso abusou sexualmente de sua irmã de 12 anos. O rapaz contou que o crime contra a menina teria acontecido no Pará, onde mora com a família, durante recente visita do avô.

LEIA TAMBÉM!