América é condenado a pagar indenização ao Corinthians por morte de William Morais

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto
Revelado no Corinthians, meia fez apenas três jogos com a camisa do América em 2011 – Foto: América-MG

O Tribunal de Justiça do estado de São Paulo condenou o América a pagar R$ 1,15 milhão de indenização ao Corinthians pela morte do meia William Morais, em 2011. Na época, o jogador atuava no Coelho por empréstimo do clube paulista e foi assassinado em uma tentativa de assalto em Belo Horizonte. A ação foi movida contra os mineiros em função de o jogador não ter seguro de vida.

O América se pronunciou por meio de nota à imprensa e afirmou que acatará a decisão, mesmo sendo contra. “O América Futebol Clube esclarece que, mesmo discordando da decisão já transitada em julgado que reconheceu, em segunda instância, a culpa recíproca das partes – América e Corinthians – pela não contratação do seguro do atleta William Morais (cujo beneficiário é o clube paulista e não a família do jogador), acatará e cumprirá a obrigação que lhe foi imposta pelo Tribunal de Justiça de São Paulo”.

Em entrevista ao site UolDiógenes Mello, advogado que defendeu o Corinthians na causa, explicou a situação. “A gente, por meio de recurso, conseguiu reverter a decisão do Tribunal de Justiça. Eles já tiveram recurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e não foi acolhido. O América terá que pagar o Corinthians. A gente conseguiu demonstrar que eles tinham condições de contratar o seguro, mas não contrataram. Isso ainda demora, nós vamos apresentar os cálculos para atualizar o valor, e o América será intimado para ver se concorda ou não. Será definido no segundo semestre”.

Revelado nas categorias de base do Corinthians, William foi um dos principais destaques da campanha da equipe paulista na Copa São Paulo de 2010. Na ocasião, passou a integrar o elenco profissional, mas não se firmou naquele ano. No início de 2011, foi emprestado ao América para a disputar do Campeonato Mineiro e da Série A do Brasileiro. No entanto, disputou apenas três partidas com a camisa alviverde e não marcou nenhum gol. Ele foi assassinado no dia 6 de fevereiro daquele ano, aos 19 anos.

Superesportes

LEIA TAMBÉM!