ASSINE O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS

RECEBA AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES DIRETO NO SEU E-MAIL
iconeenvelope.png

América goleia Brasil de Pelotas no Horto, amplia série invicta e chega ao G4 da Série B

Redação V9

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Legenda da foto

O América alcançou o G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com atuação consistente, o Coelho goleou o Brasil de Pelotas por 3 a 0, na noite deste sábado, no Independência, e ampliou a sequência invicta de jogos. Renan Oliveira, Pará, em bela cobrança de falta, e Bill marcaram os gols do terceiro triunfo consecutivo do time de Enderson Moreira na competição nacional.

Com o resultado no Horto, o América subiu da quinta para a terceira posição da Segunda Divisão, com 19 pontos em 11 rodadas disputadas. Esta é a quinta partida invicta da equipe alviverde – anteriormente, foram vitórias sobre Luverdense e Santa Cruz, além de empates com Internacional e Oeste. A campanha americana inclui cinco triunfos, quarto empates e dois reveses. Já o Brasil fica na 14ª colocação da tabela, com 14 pontos.

Na próxima rodada, o América enfrenta o Paraná Clube, no Durival de Britto, em Curitiba, nesta sexta-feira, às 21h30. No mesmo dia, o Brasil de Pelotas busca a recuperação diante do Santa Cruz, no Arruda.

Domínio e vantagem americana no Horto

O América se impôs em casa na primeira etapa. Com formação ofensiva, o Coelho dominou as ações, trabalhou as jogadas na intermediária adversária, mas esbarrou na marcação sobrecarregada do Brasil de Pelotas, sempre à espera de oportunidades para dar o bote nos contra-ataques. O primeiro lance de perigo do time mineiro ocorreu aos dez minutos: Luan recebeu lançamento de Zé Ricardo, avançou na ponta esquerda e cruzou para a pequena área. Renan Oliveira apareceu bem, desviou, mas o goleiro Eduardo Martini saltou nos pés de Bill para evitar a finalização.

Nos lances seguintes, Bill caiu duas vezes na grande área após disputas com o zagueiro Evaldo. O árbitro, porém, não ignorou os pedidos de pênalti. O Coelho ainda arriscou em finalização de Luan e nas jogadas de Hugo Cabral. Apesar das dificuldades na criação, o América não correu riscos na defesa e conseguiu cortar com tranquilidade as poucas investidas do time gaúcho.

Melhor em campo, o América abriu o placar aos 35 minutos. Pará cobrou escanteio bastante fechado da esquerda. Eduardo Martini não conseguiu cortar na pequena área, e a bola sobrou para Renan Oliveira, livre na segunda trave. Com o gol aberto, o meia só teve o trabalho de empurrar para a rede: 1 a 0.  Nos instantes finais da etapa, o time americano teve chance de ampliar em dois lances com Luan. No primeiro, o atacante recebeu passe na entrada da área e finalizou por cobertura. A bola desviou em Evaldo e passou com perigo sobre o travessão; em seguida, ele aproveitou rápido contra-ataque entre Bill e Pará, invadiu a área e bateu forte. Martini, com as pontas dos dedos, fez ótima defesa.

Golaço e vitória elástica definida

O segundo tempo começou quente, e Luan poderia ter sido expulso por acertar uma cotovelada em Evaldo, no meio do campo. Os jogadores do Brasil de Pelotas cobraram o cartão vermelho, mas o americano foi advertido somente com o amarelo. A sequência de faltas continuou – Evaldo foi amarelado por revidar em Luan em lance isolado – e deu ao América ótima oportunidade após puxão de Itaqui em Bill, na risca da grande área.  E Pará não desperdiçou chance. O lateral-esquerdo bateu colocado, com muita categoria, e acertou o ângulo esquerdo de Eduardo Martini. Belo gol no Independência: 2 a 0.

Com a vantagem ampliada, o América passou a atuar de forma mais solta, trocando passes com tranquilidade. Aos 15 minutos, Luan fez boa jogada individual, cortou Itaqui e soltou a bomba de esquerda. A bola passou por cima do gol, rente ao travessão. Enderson Moreira realizou duas alterações: Matheusinho e David nos lugares de Hugo Cabral e Luan, respectivamente. Aos 35 minutos, o Coelho ficou ainda mais seguro em campo com a expulsão de Evaldo, por falta em Bill.

Aos 39 minutos, Bill quase fez o terceiro depois de boa jogada de Matheusinho. O jovem meia foi lançado na área, passou por Breno e levantou na segunda trave. O atacante cabeceou forte, a bola explodiu no travessão, quicou em cima da linha, mas não entrou. Nos acréscimos, a dupla criou outra chance, e o centroavante desta vez não desperdiçou: Matheusinho driblou Breno, bateu cruzado, rasteiro, e Bill, no meio da área, desviou para o gol, decretando a goleada no Horto: 3 a 0.

AMÉRICA 3 X 0 BRASIL DE PELOTAS

América: João Ricardo, Christian, Messias, Rafael Lima e Pará; Ernandes, Zé Ricardo e Renan Oliveira, Luan (David), Hugo Cabral (Matheusinho) e Bill. Técnico: Enderson Moreira.

Brasil de Pelotas: Eduardo Martini; Wender (Ednei), Leandro Camilo, Evaldo, Breno, João Afonso, Itaqui, Rafinha, Wagner, Marcinho, Lincom (Rodrigo Silva). Técnico: Rogério Zimmermann.

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data: 1 de julho de 2017 (sábado)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Ciro Chaban Junqueira (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

Gols: Renan Oliveira, aos 35 minutos do primeiro tempo, Pará, aos 8 minutos do segundo tempo, Bill, aos 45 minutos do segundo tempo (América)

Cartões amarelos: Luan (América); Evaldo (2) e Wagner (Brasil-RS)

Cartão vermelho: Evaldo (Brasil-RS)

Público: 2.950

Renda: R$ 15,811

Superesportes

LEIA TAMBÉM!